Blog de Vera Carvalho Assumpção

busca | avançada
25931 visitas/dia
1,1 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Pixel Show promove gratuitamente exibição do documentário "The Happy Film"
>>> Inédito no Brasil, espetáculo canadense SIRI estreia em novembro no Oi Futuro
>>> Antonio Nóbrega apresenta show comemorativo pela passagem dos 25 anos do Instituto Brincante
>>> Visita Temática : Os Múltiplos Tempos da Coleção de Ema Klabin
>>> Chagall é tema de palestra na Casa Museu Ema Klabin
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> A poesia afiada de Thais Guimarães
>>> Manchester à beira-mar, um filme para se guardar
>>> Noel Rosa
>>> Sabemos pensar o diferente?
>>> Notas de leitura sobre Inácio, de Lúcio Cardoso
>>> O jornalismo cultural na era das mídias sociais
>>> Crítica/Cinema: entrevista com José Geraldo Couto
>>> O Wunderteam
>>> Fake news, passado e futuro
>>> Luz sob ossos e sucata: a poesia de Tarso de Melo
Colunistas
Últimos Posts
>>> Jeff Bezos é o mais rico
>>> Stayin' Alive 2017
>>> Mehmari e os 75 anos de Gil
>>> Cornell e o Alice Mudgarden
>>> Leve um Livro e Sarau Leve
>>> Pulga na praça
>>> No Metrópolis, da TV Cultura
>>> Fórum de revisores de textos
>>> Temporada 3 Leve um Livro
>>> Suplemento Literário 50 anos
Últimos Posts
>>> Olho d'água
>>> A música da corrida
>>> Retalhos da vida
>>> Limbo
>>> Transmutações invisíveis
>>> Quem te leu, quem te lê
>>> Bom dia e paz
>>> O que sei do tempo II
>>> Quem é quem?
>>> Academia
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Modernismo e Modernidade
>>> Deus ex machina
>>> O assassinato de Herzog na arte
>>> Homenagem a Orestes Barbosa
>>> O lado A e o lado B de Durval Discos
>>> O que é crítica, afinal?
>>> Edmund Wilson e os chatos da literatura
>>> Viena expõe obra radical de Egon Schiele
>>> Essa o Homer não vai entender
>>> Sinfonia nº 6, Beethoven
Mais Recentes
>>> Um rabino conversa com Jesus- um diálogo entre milênios e confissões
>>> Conceitos de crítica
>>> Conceitos fundamentais da poética- (2ª ed.)
>>> Marketing Digital Novas tecnologias & Novos Modelos de Negócio
>>> Excel 2007
>>> Project para Profissionais
>>> O crime do padre Amaro (15ª ed.)
>>> A câmara clara - nota sobre a fotografia (2ª ed.)
>>> Os Cátaros e o Catarismo
>>> Quem matou Palomino Molero?
>>> Uma poética de romance - Matéria de carpintaria - ed. revista e ampliada
>>> Brasil: uma História a saga de um país
>>> The Hero With a Thousand Faces
>>> Treinamento total para jovens Campeões
>>> The American Folk Scenee
>>> Born to Win
>>> Novíssima Gramática Ilustrada
>>> Marketing Management, Millenium Edition
>>> Dicionário Básico de Filosofia
>>> Dicionario Técnico Industrial, Alemão Portugues
>>> Fundamentos dePsicologia Educacional
>>> As pedagogias do conhecimento
>>> The Extended Phenotype
>>> Parques de Diversões no Brasil
>>> Tabela de Composição Quimica dos Alimentos
>>> Estatistica Fácil
>>> Brazil's Second Chance
>>> Matemática Paiva Vol 2 Manual do Professor
>>> Matemática Paiva Vol 3 Manual do Professor
>>> Conexões com a Matemática Vol 2
>>> Conexões com a Matemática Vol 3
>>> Conexões com a Matemática Vol 1
>>> Matemática Paiva Vol 1 Manual do Professor
>>> Vade Mecum Jurídico + CD
>>> O Mistério do Lago
>>> Uma Vida de Milagres
>>> O Rei Irmandade da Adaga Negra
>>> Submundo
>>> Um Solto no Outro poesia
>>> O Menino Grapiúna
>>> Dicionário grego-português e português-grego
>>> Dicionário de latim-português
>>> Passo a Passo Microsoft Office Project 2007
>>> A Cultura do Dinheiro
>>> A Magia do Números
>>> Os Mortos nos falam
>>> Manon Lescaut
>>> O modernismo brasileiro e a língua portuguesa - 1ª ed.
>>> Os crimes de olho de boi - 2ª ed.
>>> Inconfidência no Império - Goa de 1787 e Rio de Janeiro de 1794
BLOGS

Quinta-feira, 23/4/2015
Blog de Vera Carvalho Assumpção
Vera Carvalho Assumpção

 
COMEÇANDO PELO FINAL FELIZ

Quando aprendi a ler, minha primeira leitura foi Reinações de Narizinho de Monteiro Lobato, livro que tenho até hoje. Na seqüência, devo ter lido uns tantos livros, mas o real prazer da leitura veio com os livros protagonizados por Dr. Watson e Sherlock Holmes. Era delicioso me deixar levar pelo encantamento de Dr. Watson diante da fantástica capacidade de pensar de Sherlock Holmes, além de poder conhecer detalhes interessantes da Londres da rainha Vitória. O tempo foi passando e eu me tornando uma "addicted" da literatura policial, dos enigmas bem montados. Verdadeiras equações matemáticas

Como em todos os gêneros, no policial também há livros ótimos, maus, bons e regulares. Há também os que a gente gosta ou não, independente do que diz a crítica. É preciso ir lendo e formando uma biblioteca dos que valem uma releitura. Nas "crises de abstinência", é importantíssimo ter algo de boa qualidade bem à mão!

A literatura policial não trabalha com grandes questões filosóficas, mas com a vida no seu dia a dia e a morte como parte da vida. A característica marcante dos detetives é a capacidade de observação de minúcias despercebidas aos olhos das pessoas comuns. É através dessas pequenas pistas perdidas no cotidiano que o detetive chega ao criminoso e aponta o culpado, fazendo com que o bem vença o mal. Ou seja, que o livro tenha um final feliz! Da mesma forma que nos romances de amor o mocinho tem de acabar casando com a mocinha, no romance policial o leitor precisa saber quem matou de alguma forma ver que houve uma punição. Coisa que não acontece na vida real, especialmente na nossa política. Na ficção, o leitor de romances policiais exige um final feliz!

Quando criei o detetive Alyrio Cobra, busquei a origem desse gênero literário. Se pensarmos em crime, podemos afirmar que é um dos enredos usados desde sempre tanto na vida real como na literatura. No Gênesis e nas tragédias gregas encontramos muitos crimes. Segundo a Bíblia, a vida na terra, fora do Paraíso, começa com Caim matando Abel! Ou seja, com um crime! No caso, não foi necessário um detetive. Deus tudo via, não precisou de nenhuma artimanha para apontar o assassino.

Desde o registro deste primeiro crime, foram necessários muitos séculos de História e Civilização para se criar o primeiro detetive! E o primeiro homem genial, capaz de detectar as marcas deixadas por um criminoso foi o detetive Auguste Dupin, criação de Edgar Allan Poe. Na árvore genealógica da literatura policial Allan Poe é o tronco principal, o grande precursor. Quando publicou "Os Crimes da Rua Morgue", e em seguida "O Mistério de Marie Roger" e "A Carta Roubada", teve início uma das mais fantásticas fórmulas literárias de todos os tempos (crime, investigação e solução), que vem se repetindo até nossos dias com estrondoso sucesso

O detetive é uma máquina de pensar, que a partir de vestígios, pistas e indícios, consegue, através de uma dedução lógica rigorosa, reconstruir toda a história da criatura que praticou o crime. Para engendrar essa figura, Allan Poe teve de incorporar muito bem o espírito da época em que viveu.

Vamos dar uma olhada por lá! Em meados do século XVIII, quando o detetive Auguste Dupin estava sendo elaborado, a revolução industrial, com seus motores movidos a vapor e suas locomotivas, trazia mudanças bastante significativas ao mundo civilizado. Uma delas foi o surgimento das grandes cidades. Também foi uma época em que os ricos ficaram mais ricos; e nas cidades se juntavam os pobres que ficavam mais pobres. Surgia a miséria. Na literatura, o gênero era o gótico que se alimentava do cenário arquitetônico das cidades, especialmente os becos sujos povoados de pessoas miseráveis vivendo de restos de lixo. O gótico alimentava-se também do sobrenatural nos monastérios e igrejas, com sua arquitetura fantástica que incitava aparições. Era nessa atmosfera que se ambientavam histórias de horror, de crimes misteriosos, onde muitas vezes intervinham forças misteriosas. Foi a partir desses cenários que se criaram a novela de terror, a de ficção científica e o policial.

Com o surgimento das grandes cidades e da consequente concentração de população, apareceu a ideia de anonimato, situação muito propícia ao crime. O criminoso, que já não era um elemento conhecido em sua comunidade, mas um anônimo. Acreditava poder cometer o delito e facilmente se perder na multidão. Por outro lado, o aparecimento desse homem que praticava delitos, fez com que a polícia começasse a se organizar de forma sistemática.

O romance policial com seu detetive precisou de mais alguns truques! Por estar escrevendo uma crônica, não vou me alongar. Se você ficou curioso, leia na próxima semana a continuação!

[Comente este Post]

Postado por Vera Carvalho Assumpção
23/4/2015 às 16h12

 
PRIMEIRO POST

Acredito que sou uma das últimas a começar a usar o blog do Digestivo Cultural. Mas, com certeza, vou tirar a diferença! É que logo que começaram os posts, tive um problema sério com meu computador e só agora consegui recuperar dados e arquivos.
Pretendo usar o blog para escrever sobre literatura policial. No mundo todo a literatura policial tem grande prestígio e acredito que no Brasil começa a ter seu momento. Muito se fala que aqui os autores não escrevem por que já temos muitos crimes e porque a polícia é corrupta, enfim... Romance policial não é colocar no papel notícias de jornais sensacionalistas. Embora use a realidade, o romance policial é feito para entreter o leitor, para fazer com que quem o lê se envolva na trama e não consiga abandonar o livro.
Se pensarmos que Agatha Christie é, depois da Bíblia, quem mais vende livros no mundo, certamente deve haver um elemento mágico que envolve o leitor. Há muitas teorias a respeito. No entanto, acredito que este elemento mágico é o final feliz! Ou seja, há um cadáver, a história gira em torno de se descobrir quem o produziu. Quando se descobre o criminoso, toda ordem social é restabelecida. A sensação é a mesma de quando em romances açucarados, depois de mil peripécias, o mocinho, rico e charmoso, casa com a mocinha.
Aí vai o primeiro teste.

[Comente este Post]

Postado por Vera Carvalho Assumpção
2/4/2015 às 16h40

Julio Daio Borges
Editor

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




SIMBAD - VOLUME 9
MAURICIO DE SOUSA
GIRASSOL
(2015)
R$ 7,00



DOIS MENINOS NA TRANSAMAZÔNICA
MARGARIDA OTTONI
CONQUISTA
(1982)
R$ 7,50



RELACIONAMENTOS UMA CONFUSÃO QUE VALE A PENA
PAUL TRIPP
CULTURA CRISTÃ
(2011)
R$ 30,00



PARÁKLETOS- O ESPÍRITO SANTO
FREI BOAVENTURA KLOPPENBURG
VOZES
(1996)
R$ 18,50



DIREITO TRIBUTÁRIO E FINANCEIRO 2ª EDIÇÃO 
HUGO DE BRITO MACHADO SEGUNDO
ATLAS
(2008)
R$ 11,91



O DUPLO ETÉRICO
ARTHUR POWELL
PENSAMENTO
(1980)
R$ 47,80
+ frete grátis



O DIÁRIO DA PRINCESA
MEG CABOT
GALERA
(2009)
R$ 20,00



O LIVRO DAS NOITES
SYLVIE GERMAIN
ROCCO
(1987)
R$ 15,00



COLEÇÃO DOUTOR - CIGARROS
DRAUZIO VARELLA / CARLOS JARDIM
GOLD
(2009)
R$ 5,90



A MÁQUINA DO TEMPO
WELLS, H. G.
ALFAGUARA
(2010)
R$ 23,00




>>> Abrindo a Lata por Helena Seger
>>> Blog belohorizontina
>>> Blog da Mirian
>>> Blog da Monipin
>>> Blog de Aden Leonardo Camargos
>>> Blog de Alex Caldas
>>> Blog de Ana Lucia Vasconcelos
>>> Blog de Anchieta Rocha
>>> Blog de ANDRÉ LUIZ ALVEZ
>>> Blog de Angélica Amâncio
>>> Blog de Antonio Carlos de A. Bueno
>>> Blog de Arislane Straioto
>>> Blog de CaKo Machini
>>> Blog de Camila Oliveira Santos
>>> Blog de Carla Lopes
>>> Blog de Carlos Armando Benedusi Luca
>>> Blog de Cassionei Niches Petry
>>> Blog de Cind Mendes Canuto da Silva
>>> Blog de Cláudia Aparecida Franco de Oliveira
>>> Blog de Claudio Spiguel
>>> Blog de Dinah dos Santos Monteiro
>>> Blog de Eduardo Pereira
>>> Blog de Ely Lopes Fernandes
>>> Blog de Enderson Oliveira
>>> Blog de Expedito Aníbal de Castro
>>> Blog de Fabiano Leal
>>> Blog de Fernanda Barbosa
>>> Blog de Geraldo Generoso
>>> Blog de Gilberto Antunes Godoi
>>> Blog de Haelmo Coelho de Almeida
>>> Blog de Hector Angelo - Arte Virtual
>>> Blog de Humberto Alitto
>>> Blog de Isaac Rincaweski
>>> Blog de João Luiz Peçanha Couto
>>> Blog de JOÃO MONTEIRO NETO
>>> Blog de João Werner
>>> Blog de Joaquim Pontes Brito
>>> Blog de José Carlos Camargo
>>> Blog de José Carlos Moutinho
>>> Blog de Kamilla Correa Barcelos
>>> Blog de Lourival Holanda
>>> Blog de Lúcia Maria Ribeiro Alves
>>> Blog de Luís Fernando Amâncio
>>> Blog de Marcio Acselrad
>>> Blog de Marco Garcia
>>> Blog de Maria da Graça Almeida
>>> Blog de Nathalie Bernardo da Câmara
>>> Blog de onivaldo carlos de paiva
>>> Blog de Paulo de Tarso Cheida Sans
>>> Blog de Raimundo Santos de Castro
>>> Blog de Renato Alessandro dos Santos
>>> Blog de Rita de Cássia Oliveira
>>> Blog de Rodolfo Felipe Neder
>>> Blog de Sonia Regina Rocha Rodrigues
>>> Blog de Sophia Parente
>>> Blog de suzana lucia andres caram
>>> Blog de TAIS KERCHE
>>> Blog de Thereza Simoes
>>> Blog de Valdeck Almeida de Jesus
>>> Blog de Vera Carvalho Assumpção
>>> Blog de vera schettino
>>> Blog de Vinícius Ferreira de Oliveira
>>> Blog de Vininha F. Carvalho
>>> Blog de Wilson Giglio
>>> Blog do Carvalhal
>>> Blog Feitosa dos Santos - Prosas & Poemas
>>> Blog Ophicina de Arte & Prosa
>>> Cinema Independente na Estrada
>>> Consultório Poético
>>> Contubérnio Ideocrático, o Blog de Raul Almeida
>>> Cultura Transversal em Tempo de Mutação, blog de Edvaldo Pereira Lima
>>> Escrita & Escritos
>>> Eugênio Christi Celebrante de Casamentos
>>> Ezequiel Sena, BLOG
>>> Flávio Sanso
>>> Fotografia e afins por Everton Onofre
>>> Impressões Digitais
>>> Me avise quando for a hora...
>>> Metáforas do Zé
>>> O Blog do Pait
>>> O Equilibrista
>>> Relivaldo Pinho
>>> Sobre as Artes, por Mauro Henrique
>>> Voz de Leigo

busca | avançada
25931 visitas/dia
1,1 milhão/mês