Blog Feitosa dos Santos - Prosas & Poemas

busca | avançada
35024 visitas/dia
896 mil/mês
Mais Recentes
>>> Biblioteca Central da UnB recebe exposição artística 'Quem sou Eu, Quem somos nós'
>>> Feambra traz convidados para discutirem o tema "Museus e Sociedade"
>>> A Cultura do Subúrbio é tema do segundo debate #Colabora com Ideias
>>> Núcleo Viver estreia "Coração Supliciado...", no CRDSP
>>> Jikulumessu é a nova novela angolana que a TV Brasil estreia nesta quinta (25)
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> O dia que nada prometia
>>> Super-heróis ou vilões?
>>> Seis meses em 1945
>>> Senhor Amadeu
>>> Correio
>>> A entranha aberta da literatura de Márcia Barbieri
>>> On the Road, 60 anos
>>> Viena expõe obra radical de Egon Schiele
>>> Dilapidare
>>> A imaginação do escritor
Colunistas
Últimos Posts
>>> Cornell e o Alice Mudgarden
>>> Leve um Livro e Sarau Leve
>>> Pulga na praça
>>> No Metrópolis, da TV Cultura
>>> Fórum de revisores de textos
>>> Temporada 3 Leve um Livro
>>> Suplemento Literário 50 anos
>>> Ajudando um amigo
>>> Ebook gratuito
>>> Poesia para jovens
Últimos Posts
>>> Jano
>>> Diário
>>> Infinitamente infinito
>>> Encantarias da palavra, de Paes Loureiro
>>> Animus mundi
>>> A partilha
>>> Dobraduras e origames
>>> Andamento
>>> Branco (série: Sonetos)
>>> Coroa, só de flores
Blogueiros
Mais Recentes
>>> A Literatura na poltrona
>>> A aridez de Beckett
>>> Jornalismo em tempos instáveis
>>> Nine Inch Nails e The Slip
>>> Por um corpo doente, porém, livre
>>> Iraque: plano de guerra
>>> A rocha que voa num labirinto
>>> A entranha aberta da literatura de Márcia Barbieri
>>> A entranha aberta da literatura de Márcia Barbieri
>>> A entranha aberta da literatura de Márcia Barbieri
Mais Recentes
>>> Movida pela Ambição
>>> Leite Derramado
>>> Teatro da Obsessão/Nelson Rodrigues
>>> A Distância entre nós
>>> Quem Sobreviverá?
>>> São Máximo, o confessor- Centúrias sobre a Caridade e outros escritos espirituais
>>> Teria Deus morrido?
>>> Operação Cavalo 4 De. Troia Nazaré
>>> Photoshop CS para Fotógrafos Digitais
>>> Viagens no Scriptorium
>>> Este Lado do Paraíso
>>> Amor Líquido - Sobre a Fragilidade dos Laços Humanos
>>> Quinta Avenida, 5 da Manhã - Audrey Hepburn- Bonequinha de Luxo e o Surgimento da Mulher Moderna
>>> La Consolante
>>> Notre-Dame de Paris
>>> A Arte da Guerra
>>> A Sociologia de Norbert Elias
>>> Bhagavad Gita - Como ele é
>>> Bhagavad Gita - Como ele é
>>> Cântico dos Cânticos
>>> La femme de trente ans
>>> The Notebook
>>> Foe
>>> Os Versos Satânicos
>>> Terra Sonâmbula
>>> Caim
>>> O Evangelho Segundo Jesus Cristo
>>> O Monge e o Executivo - Uma História sobre a Essência da Liderança
>>> O Beijo Infame
>>> Antes da Coisa Toda Começar
>>> Estruturas da Mente - A Teoria das Inteligências Múltiplas
>>> Guia Politicamente Incorreto da América Latina
>>> O Contrato Social
>>> Tess of the D´Urbervilles
>>> O Grande Conflito
>>> Ágape
>>> Dicionário Enciclopédico Ilustrado Veja Larousse - Volume 1
>>> O Cantor De Tango
>>> 1.000 Lugares Para Conhecer Antes De Morrer
>>> Nietzsche para Estressados
>>> Estorvo
>>> Cozinheiros Demais
>>> A Outra Face Da Doença - A Saúde Revelada Por Deus
>>> L'approche par compétences dans l'enseignement des langues
>>> Pensar Por Conta Própria
>>> O Evangelho Da Meninada
>>> Sinal De Contradição
>>> Limites Sem Trauma
>>> Desta Vez Eu Emagreço!
>>> Alucinado Som De Tuba
BLOGS

Sexta-feira, 19/5/2017
Blog Feitosa dos Santos - Prosas & Poemas
Antonio Feitosa dos Santos

 
O antagonismo de um povo

Apesar do bom humor brasileiro, nas redes sociais, em conversas nas ruas, dá para perceber a inquietude e o sentimento, que todos nós carregamos, pelos fatos ocorridos nesses últimos tempos.

É lamentável a situação política em que vive o Brasil e o seu povo. A desesperança instalada, o prognóstico sombrio que nos circunda, acarretam tristezas desoladoras em todas as camadas da sociedade brasileira.

É vergonhoso ver o nome do nosso país e de seus principais representantes, por atos de corrupção e obstrução da justiça, estampados nas capas dos principais jornais e revistas do mundo inteiro.

Servir de chacota para outros povos, nos envergonham e nos reprimem da alegria tão peculiar desse povo, hoje massacrado por delinquentes políticos da moral e da ética, tão em desuso por essa classe de efervescência maléfica.

Sinto-me profundamente constrangido e envergonhado, pelo Brasil e pelos irmãos brasileiros, que mesmo se utilizando desse humor nato, tenho a certeza de que gostariam de ver a ordem e o progresso, estampados em nossa bandeira em plena agitação benéfica.

O Brasil não se resume a políticos. Somos um povo, definido e conhecedor dos deveres e direitos, por assim ser, exigimos o respeito a esse povo e a Constituição que nos regem.

[Comente este Post]

Postado por Antonio Feitosa dos Santos
19/5/2017 às 12h31

 
É pouco, muito pouco - poema

É tão pouco o que queremos,
Viver, ouvir, ver e caminhar,
Ter raízes, amigos e ser livre,
Bom dia e um como você está,
Sentir a brisa tocando o cabelo,
No peito paixão em desespero,
No corpo o fogo do verbo amar.

Se possível uma canção entoar,
Falando do sabor dessa paixão,
Da alegria de viver a natureza,
Dinâmica construída em união,
Palavras edificando castelos,
Amores e aconchegos singelos,
Que sobeje no peito o coração.

[Comente este Post]

Postado por Antonio Feitosa dos Santos
6/5/2017 às 21h47

 
Brasília, insensível aos problemas federativos.

Os estados brasileiros passam as piores dificuldades econômicas, de saúde, de segurança, de educação e sociais de modo geral, de todos os tempos.

O Rio de Janeiro transforma-se a cada dia num caldeirão de problemas sociais, e talvez seja o ente da federação, onde as piores mazelas estejam concentradas. Aqui se vive numa guerra não declarada, tampouco reconhecida pelo núcleo do poder, Brasília, enquanto a população do Rio de Janeiro padece com a falência do Estado em todos os níveis.

O Brasil vive seu período do descaso, e não é de agora, há alguns anos que o poder em Brasília, vive para o poder.

Em nível nacional: fronteiras abertas ao tráfico de drogas e armas; vias públicas, urbanas e rurais, desprovidas de seguranças; Estados falidos e combalidos, analfabetismo em alta, delinquência jovem crescente, idosos desprotegidos, sistemas educacionais, de segurança e saúde falidos, desmatamento das nossas florestas, a selvagem guerra pela posse da terra nos quatros cantos do País, o desmantelamento do serviço público em benefício da terceirização... Estas são apenas algumas amostras do descalabro gerado pelo desgoverno do poder brasiliense, em desfavor da população brasileira.

A população mais esclarecida pergunta: o que faz o poder em Brasília? Oh! O poder em Brasília cuida do poder, pelo poder.

[Comente este Post]

Postado por Antonio Feitosa dos Santos
5/5/2017 às 11h40

 
Dúvida que repercute na população brasileira

Em entrevista, assisti ao comentário do Ministro Gilmar Mendes, sobre o caso José Dirceu, referindo-se ao trabalho do Ministério Público Federal: "quase uma brincadeira infantil". Pergunto: quem está brincando de fazer justiça, o procurador Deltan Dellagnol, que investiga e prende corruptos e corruptores do patrimônio público nacional, ou o Ministro Gilmar Mendes que solta os corruptos e os corruptores?
Só para entender.

[Comente este Post]

Postado por Antonio Feitosa dos Santos
3/5/2017 às 10h00

 
Aos colegas servidores públicos - homenagem

Hoje, ser um trabalhador público ou privado, é um desafio a ser vencido todos os dias. Trabalhei em algumas empresas privadas de grandes portes, trabalhei e trabalho em organizações públicas, totalizando quarenta e três anos de empenho e dedicação às funções que desempenhei e desempenho para o bem estar dos cidadãos e cidadãs, que são a razão de existir, do funcionalismo público.

Posso afirmar, comparando o trabalho público ao privado, não dá para dizer que na organização pública foi menos árduo, pelo contrário, o desempenho, o tempo gasto, a dedicação foram superiores. Sabe por quê? Na empresa pública trabalhamos diretamente para o cliente, o cidadão o contribuinte. E este, amigo, não pode e não deve esperar.

Hoje, primeiro de maio de 2017, sinto-me indignado por ver a mídia televisiva, jogar aos quatros cantos do mundo, o símbolo nacional “servidor público” ao lodo do lamaçal, gerado por descasos de governos, que cuidam tão somente de seus interesses. E como na era Collor, a mídia faz crer que todo servidor público é um “Marajá”.

O servidor público de carreira é a base fundamental desse país. Este cuida para que o Brasil funcione como deve funcionar, e cuida para que os que não são servidores, os apadrinhados políticos, não façam o que não deve ser feito, nem sempre possível, mas os alertas são constantes. Infelizmente no nosso país, os políticos, as O.S. politicas, os partidos políticos, sobrepõem-se ao funcionalismo público de carreira, de índole e de caráter irrepreensíveis, em contraste ao senário político nacional.

No meio politico a corrupção tornou-se generalizada. Institucionaliza-se a propina em todos os seguimentos econômicos nacionais. Pessoas mentem descaradamente para negar seus malfeitos, acreditando estarem corretas. Os governos federal, estaduais e municipais impõem medidas duras e descabidas para todos os trabalhadores, e principalmente, jogando sempre a culpa do caos, através da mídia televisiva, sobre o servidor público nacional.

Pergunto: temos o que comemorar nesse dia dedicado ao trabalhador? Temos sim, os bons servidores e funcionários, apesar dos pesares. Quero aqui homenagear todos os servidores públicos do Brasil, através de companheiras e companheiros servidores, que para mim são símbolos de dedicação ao serviço público e consequentemente ao cidadão brasileiro, nossos clientes mais que especiais, dos serviços por nós prestados.

São eles; Carlos Reis, Marcia Carmo, Isa Oliveira, Fátima Cintra, Shirley Dias, Marta Monteiro, Regina Celia, Claudia Cunha, Sueli Fontes, Ana Ires, Claudia Cristina, Lucia Chaia, Eliane Restum e sua equipe, Vera Lopes, Sergio Mamede Sonia Regina, entre tantos outros não mencionados, mas de coração lhes cumprimento pelo dia e sempre ótimo serviço prestado a todos os cidadãos e cidadãs do Rio de Janeiro ou não, porém com a presteza e a dedicação costumeira.

Meu grande abraço e cumprimentos através desta mensagem a vocês, em nome de todos os servidores públicos do nosso querido Brasil.

[Comente este Post]

Postado por Antonio Feitosa dos Santos
1/5/2017 às 11h54

 
Questionamento

Por maior que seja o espaço do meu caminhar no tempo, não será esse, suficientemente longo, para sanar as minhas indagações, minhas inquietudes e a minha busca a compreensão das verdades que me são questionáveis.

[Comente este Post]

Postado por Antonio Feitosa dos Santos
13/4/2017 às 23h32

 
Das águas - Poema



As águas jorram da terra,
E das nuvens vêm a chuva,
Entre pedras ou cascalhos,
Água em forma de orvalhos,
Cristalina ou muito turva.

Chuvas que caem na terra,
Regam nossas plantações,
Desenham as corredeiras,
Formatam as cachoeiras,
Reavivam velhos sertões.

Nossa água, fonte da vida,
Em tudo da mãe natureza,
Nas serras e nas planícies,
O homem só por burrices,
Destrói da vida a beleza.

Os homens vivem da água,
Nossas plantas e os animais,
Sua falta empurra o mundo,
Num desastre tão profundo,
Que não se recupera jamais.

Águas são fontes de versos,
Poesia, ódio e amor eterno,
Na voz de hábeis trovadores,
Deslumbres entre os amores,
Que vão do céu ao inferno.


[Comente este Post]

Postado por Antonio Feitosa dos Santos
6/4/2017 às 10h33

 
Entre cruzes e espadas

No mundo dos homens há os sábios e os mentecaptos, esses porém, são perfeitamente iguais, quando ambos navegam nas águas da mediocridade.

[Comente este Post]

Postado por Antonio Feitosa dos Santos
6/4/2017 às 10h22

 
Falando de amor

O amor às vezes dói, por vezes acalma, por vezes sem corpo e muitas vezes sem alma.

Feitosa dos Santos

[Comente este Post]

Postado por Antonio Feitosa dos Santos
6/4/2017 às 10h15

 
A economia que a politicagem comeu

Parafraseando o título de um filme infantil, assistido há muito tempo, “A casa que o cupim comeu”, começo a escrever este texto, sobre os velhos hábitos dos políticos brasileiros e de suas políticas dilapidatárias do erário público brasileiro.

Desde os primórdios há corrupção no nosso pais. Entretanto ela nunca foi tão devastadora como nos últimos treze anos da nossa democracia.

O governo constituído por duas grandes legendas partidárias e outras menores afiliadas, instituíram a corrupção nas maiores empresas públicas e privadas do Brasil. O método da contrapartida foi disseminado por todo o país e a todos os seus asseclas políticos, não importando a região, o tamanho das cidades e nem mesmo a carência da população regional.

O maior interesse era e é a perpetuação no poder, a ganância pelo dinheiro público e o enriquecimento ilícito dos poderosos dessa politicagem nojenta em que nos meteram.

Pasmem os senhores, havia e anda há percentuais estipulados para os aquinhoados com licitações fraudulentas, cartéis empresariais para as manobras excursas do toma lá, dá cá.

A minha indignação é por saber que grande parte da população brasileira, não tem conhecimento disso. Não sabe como isso se processa nem como a politicagem age nos bastidores. A maior parte da população, dos rincões do brasil, acredita em salvador da pátria, em pai dos pobres etc.

Não sabem eles, que o governo e os políticos são nossos empregados, vivem às custas dos impostos pagos por nós, com o meu e o seu dinheiro. Por lei o dinheiro público é para ser gasto na melhoria da sociedade, no desenvolvimento econômico, financeiro e social do povo brasileiro. E não, ir parar nas contas dos políticos e mandatários dessa nação.

Me assusta ao perceber uma miopia endêmica em parte da nossa população nacional, incapazes de enxergar o óbvio, as maléficas armações dos velhos políticos, das velhas raposas, que ficaram milionários com o dinheiro público, em detrimento de milhões de desempregados, desassistidos e analfabetos, incapazes de enxergar a maléfica atuação dos políticos em suas misérias.

A política de hoje não tem caráter, não tem identidade e não tem limites. O limite dos políticos são a cara de pau, o menosprezo e o não estou nem aí, para as leis, para os seus deveres e os direitos dos cidadãos brasileiros.

[Comente este Post]

Postado por Antonio Feitosa dos Santos
23/3/2017 às 16h36

Mais Posts >>>

Julio Daio Borges
Editor

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




ADOLESCÊNCIA - MÁXIMO GÓRKI (LITERATURA RUSSA/MEMÓRIAS)
MÁXIMO GÓRKI
CLUBE DO LIVRO
(1964)
R$ 7,00



O PODEROSO CHEFÃO (POCKET)
MARIO PUZO
RECORD
R$ 13,00
+ frete grátis



CRISTO E O NOSSO CORPO
ANDRÉ LÉONARD
QUADRANTE
(1994)
R$ 8,10



CRIANDO FILHOS SAUDÁVEIS - 100 DICAS DE NUTRIÇÃO
HENRY LEGERE M.D.
SEOMAN
(2006)
R$ 9,00



CAI O PANO
AGATHA CHRISTIE
NOVA FRONTEIRA
(2009)
R$ 4,00



AS TRÊS FESTAS
DONG YU LAN
ÁRVORE DA VIDA
(1998)
R$ 8,90



HOMENS SÃO DE MARTE - MULHERES SÃO DE VÊNUS (RELAÇÕES HUMANAS)
JOHN GRAY, PH. D.
ROCCO
(1995)
R$ 5,00



STUPID WHITE MEN - UMA NACAO DE IDIOTAS
MICHAEL MOORE
FRANCIS
(2003)
R$ 10,00



DUAS LEITURAS DA VIDA DE SÃO BENTO
A.DE VOGUÉ E A. GRUN
MOSTEIRO DE SÃO BENTO
(2001)
R$ 15,10



A ESSÊNCIA DA AUTOCONFIANÇA
COLEÇÃO PENSAMENTOS E TEXTOS DE SABEDORIA
MARTIN CLARET
(2002)
R$ 4,30




>>> Abrindo a Lata por Helena Seger
>>> Blog belohorizontina
>>> Blog da Mirian
>>> Blog da Monipin
>>> Blog de Aden Leonardo Camargos
>>> Blog de Alex Caldas
>>> Blog de Ana Lucia Vasconcelos
>>> Blog de Anchieta Rocha
>>> Blog de ANDRÉ LUIZ ALVEZ
>>> Blog de Angélica Amâncio
>>> Blog de Antonio Carlos de A. Bueno
>>> Blog de Arislane Straioto
>>> Blog de CaKo Machini
>>> Blog de Camila Oliveira Santos
>>> Blog de Carla Lopes
>>> Blog de Carlos Armando Benedusi Luca
>>> Blog de Cassionei Niches Petry
>>> Blog de Cind Mendes Canuto da Silva
>>> Blog de Cláudia Aparecida Franco de Oliveira
>>> Blog de Claudio Spiguel
>>> Blog de Dinah dos Santos Monteiro
>>> Blog de Eduardo Pereira
>>> Blog de Ely Lopes Fernandes
>>> Blog de Enderson Oliveira
>>> Blog de Expedito Aníbal de Castro
>>> Blog de Fabiano Leal
>>> Blog de Fernanda Barbosa
>>> Blog de Gilberto Antunes Godoi
>>> Blog de Haelmo Coelho de Almeida
>>> Blog de Hector Angelo - Arte Virtual
>>> Blog de Humberto Alitto
>>> Blog de Isaac Rincaweski
>>> Blog de João Luiz Peçanha Couto
>>> Blog de JOÃO MONTEIRO NETO
>>> Blog de João Werner
>>> Blog de Joaquim Pontes Brito
>>> Blog de José Carlos Camargo
>>> Blog de José Carlos Moutinho
>>> Blog de Kamilla Correa Barcelos
>>> Blog de Lane Vasquez
>>> Blog de Lourival Holanda
>>> Blog de Lúcia Maria Ribeiro Alves
>>> Blog de Luís Fernando Amâncio
>>> Blog de Marcio Acselrad
>>> Blog de Marco Garcia
>>> Blog de Maria da Graça Almeida
>>> Blog de Nathalie Bernardo da Câmara
>>> Blog de onivaldo carlos de paiva
>>> Blog de Paulo de Tarso Cheida Sans
>>> Blog de Raimundo Santos de Castro
>>> Blog de Renato Alessandro dos Santos
>>> Blog de Rita de Cássia Oliveira
>>> Blog de Rodolfo Felipe Neder
>>> Blog de Sonia Regina Rocha Rodrigues
>>> Blog de Sophia Parente
>>> Blog de suzana lucia andres caram
>>> Blog de TAIS KERCHE
>>> Blog de Thereza Simoes
>>> Blog de Valdeck Almeida de Jesus
>>> Blog de Vera Carvalho Assumpção
>>> Blog de vera schettino
>>> Blog de Vinícius Ferreira de Oliveira
>>> Blog de Vininha F. Carvalho
>>> Blog de Wilson Giglio
>>> Blog do Carvalhal
>>> Blog Feitosa dos Santos - Prosas & Poemas
>>> Blog Ophicina de Arte & Prosa
>>> Cinema Independente na Estrada
>>> Consultório Poético
>>> Contubérnio Ideocrático, o Blog de Raul Almeida
>>> Cultura Transversal em Tempo de Mutação, blog de Edvaldo Pereira Lima
>>> Escrita & Escritos
>>> Eugênio Christi Celebrante de Casamentos
>>> Ezequiel Sena, BLOG
>>> Flávio Sanso
>>> Fotografia e afins por Everton Onofre
>>> Impressões Digitais
>>> Metáforas do Zé
>>> O Blog do Pait
>>> O Equilibrista
>>> Relivaldo Pinho
>>> Sobre as Artes, por Mauro Henrique
>>> Voz de Leigo

busca | avançada
35024 visitas/dia
896 mil/mês