Blog Feitosa dos Santos - Prosas & Poemas

busca | avançada
22843 visitas/dia
829 mil/mês
Mais Recentes
>>> Educadora compara manuais pedagógicos que viajaram entre Brasil e Portugal
>>> Francisco Marto de Moura ministra aula sobre o Novo Acordo Ortográfico na Universidade do Livro
>>> Trabalhador brasileiro é homenageado em exposição no Sesc D.Pedro II
>>> Extra é ponto de encontro para trocar figurinhas da Copa
>>> Eduardo Ferraz faz palestra gratuita em Curitiba
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Nobel, novo romance de Jacques Fux
>>> De Middangeard à Terra Média
>>> Dos sentidos secretos de cada coisa
>>> O pai da menina morta, romance de Tiago Ferro
>>> Joan Brossa, inéditos em tradução
>>> Sebastião Rodrigues Maia, ou Maia, Tim Maia
>>> 40 anos sem Carpeaux
>>> Minha plantinha de estimação
>>> Corot em exposição
>>> Existem vários modos de vencer
Colunistas
Últimos Posts
>>> Arte da Palavra em Pernambuco
>>> Conceição Evaristo em BH
>>> Regina Dalcastagné em BH
>>> Leitores e cibercultura
>>> Sarau Libertário em BH
>>> Psiu Poético em BH esta semana
>>> Existem vários modos de vencer
>>> Lauro Machado Coelho
>>> Jeff Bezos é o mais rico
>>> Stayin' Alive 2017
Últimos Posts
>>> Pierrô
>>> Lugar comum
>>> Os galos
>>> Cenas do bar - Wilsinho, o feio.
>>> Desenhos a lápis na poesia de Oleg Almeida
>>> Eloquência
>>> Cenas do bar - Vladimir, o solteiro.
>>> Deu na primeira página...
>>> Palavra vício
>>> Premissas para reflexão
Blogueiros
Mais Recentes
>>> A Invenção de Orfeu de Jorge de Lima
>>> Abrir os portões de Auschwitz sessenta anos depois
>>> Abrir os portões de Auschwitz sessenta anos depois
>>> Apresentação
>>> Proibir ou não proibir?
>>> Os Franceses, de Ricardo Corrêa Coelho
>>> Jogando uma pedra no poço sem fundo
>>> A arte contemporânea refém da insensatez
>>> Quem é Gian Danton
>>> Um conselho: não leia Germinal
Mais Recentes
>>> O ultimo reino
>>> O livro perdido das bruxas de salem
>>> As treze reliquias
>>> Iluminadas
>>> Caçadores de almas segredos e maldições
>>> Rainhas tragicas
>>> A formula da Eterna Juventude e outros experimentos nazistas
>>> Eixo Especial 2 - Vingadores - X-Men
>>> Eixo Especial - Vingadores - X-Men
>>> Como pegar a joia do dragão, por Soluço Spantosicus Strondus III
>>> A história dos Novos Bahianos e outros versos
>>> O ancião que saiu pela janelas e desapareceu
>>> Elis Regina: Nada será como antes
>>> O novo paradigma para os mercadso financeiros: a crise atual e o que ela significa
>>> Give your speech, change de world: how to comunicate your audience to action
>>> Desvendadno os Segredos da Linguagem Corporal
>>> A sense of urgency
>>> O poder dos quietos: como os tímidos e introvertidos podem mudar um mundo que não para de falar
>>> O mundo imaginário de ...
>>> Missão dada é missão cumprida: as regras do exército
>>> Projetado para mudar: Inovação organizacional na Hewlett-Packard
>>> Emgreça com a Dieta dass Calorias do Bem
>>> O Corpo Fala
>>> Lendas Do Mundo Emerso 3 - Os últimos Heróis
>>> Lendas Do Mundo Emerso 2 - Filha Do Sangue
>>> Lendas Do Mundo Emerso 1 - O Destino De Adhara
>>> Crônicas Do Mundo Emerso 3 - O Talismã do Poder
>>> Crônicas Do Mundo Emerso 2 - A Missão de Senar
>>> Crônicas Do Mundo Emerso 1 - A Garota da Terra Do Vento
>>> As Guerras Do Mundo Emerso 3 - Um Novo Reino
>>> As Guerras Do Mundo Emerso 1 - A Seita Dos Assassinos
>>> As Guerras Do Mundo Emerso 2 - As Duas Guerreiras
>>> Para Viver Bem
>>> Albert Einstein - personagens que marcaram época
>>> Mitologia Nórdica
>>> O Livro dos Arteiros: Arte Grande e Suja!
>>> Leila Diniz - Personagens que marcaram época
>>> A 5ª Onda
>>> O Mar Infinito
>>> Contos Brasileiros Contemporâneos
>>> A dissertação
>>> Mensagem para você
>>> Cartas de Amor aos Mortos
>>> Arte o Guia Visual Definitivo da Arte da Pre Historia ao Seculo XXI
>>> Princípios Básicos de Análise ddo Comportamento
>>> Novo Mundo as cartas que batizaram a América
>>> Cumprindo o prometido Casos de sucesso de desenvolvimento sustentável
>>> Suíte Dama da noite
>>> 21 Concílios da Igreja de Niceia ao Vaticano II
>>> New Furniture Design
BLOGS

Terça-feira, 10/4/2018
Blog Feitosa dos Santos - Prosas & Poemas
Antonio Feitosa dos Santos

 
Premissas para reflexão

Quando se planta o fanatismo acima de uma ideologia, ponderar será tão somente um ato falho

Quase sempre, o indivíduo só percebe que o calçado é desconfortável, quando o pé começa a doer.

A trajetória de um homem deve ser pautada pela ética até o fim, sem ela, enganador será esse percurso.

Feitosa dos Santos

[Comente este Post]

Postado por Antonio Feitosa dos Santos
10/4/2018 às 16h44

 
A loucura dos loucos

O mundo é louco.
O povo é louco.
Solenizam uma data
De dor e sacrifício,
A natalidade.
O mundo é louco.
O povo é louco.
Choram a data marcante,
Um ano de paz,
Tranquilidade e repouso,
A morte.
Enfim somos todos loucos.
E o mais louco de todos,
É o mundo,
Que suporta em si,
As loucuras dos loucos.

Bananeiras, setembro de 1979

[Comente este Post]

Postado por Antonio Feitosa dos Santos
8/4/2018 às 18h21

 
Percepção

Em minhas conturbações de pronto rogo:
Senhor, dai-me um pouco da sapiência,
Força espiritual, docilidade e coragem,
Uma pitada de fé e outra de paciência,
Para não desistir de mim e do outro,
Prosseguir no caminho firme e absorto,
Peço constantemente a tua providência.

Sem ela é certo que não terei clemência,
Nem sempre o homem é levado a perdoar,
Todo ser humano é capaz de deixar marcas,
E ao mesmo tempo é competente a curar,
Os males do corpo, as marcas da alma,
Palavras que curam, o canto que acalma,
Do outro aprender e ao outro ensinar.

O indivíduo humano não pode desmoronar,
Que aprenda um com o outro o seu acalanto,
Descanse o cansaço, recolhendo-se ao regaço,
Quando unidos pelo sorriso ou pelo pranto,
Somos homem ou mulher, corpos e almas,
Sentimento que eclode, explode e acalma,
Deixando a melodiosa harmonia d’um canto.

[Comente este Post]

Postado por Antonio Feitosa dos Santos
5/4/2018 às 15h16

 
Amor sem medida - crônica

Quando jovem quedava-me a pensar em ser pai. Como seria a esposa, Os filhos e quantos seriam. Nunca tive a curiosidade de ir além disso. Pensar em ser um avô, ter netos, talvez por me sentir bem distante dessa etapa da vida.

Em criança não pude conhecer meus avós maternos. Eles já haviam falecidos, quando do meu nascimento. Conheci porém, os avós paternos, convivi com eles minha infância inteira. Como era delicioso o convívio com eles, tinha uma verdadeira paixão pelos dois e sentia que a recíproca era verdadeira.

Minha avó fazia tudo o que eu queria e o que eu gostava. Meu avô por outro lado respondia as minhas indagações e me ensinava o que a vida lhe permitiu aprender. Falava-me do inverno – período chuvoso, dos sinais de chuvas futuras pela aparência da lua; do modo como o vento soprava e outras sabedorias do homem do campo. Eu tinha meu avô como pai velho e a minha avó como mãe velha. Fui o primeiro neto da família e me via como o predileto deles.

Mas outros netos vieram. Senti haver amor e carinho para todos, sem distinção e sem predileção a ninguém. Era incrível a concepção de amor e aconchego numa família tão numerosa. A minha avó Engravidou vinte e seis vezes, dos filhos nascidos vivos, criaram-se quatorze; cinco homens e oito mulheres. Por incrível que pareça, apesar de tanta gente os netos eram sempre bem vindos.

Logo porém, foram casando tios e tias e lógico, a casa ficando menos densa na rotina do dia a dia. Eu contava as horas até chegar a sexta feira. Após a escola, pedia aos meus pais e lá ia eu solto e fagueiro para o doce lar dos avós, pai velho e mãe velha.

Vivi a minha infância e adolescência em perfeita harmonia com a natureza e com as pessoas, meus familiares. Desfrutei do carinho e do aconchego dos meus avós e tios, sem nenhuma objeção por parte dos meus pais e sem rejeição por parte dos avós paterno.

Quando aprendi a ler, todos os finais de semana lia folhetos de cordéis para meu avô e demais pessoas no entorno de uma grande mesa, desde que todos ficassem em silencio. Ditava meu avô.

Hoje, ao me tornar avô da Muriel, compreendi o apego dos meus avós para conosco. Não há amor mais intenso que o de avós e netos. É um amor que transcende. Dele só desfrutará quem tiver a benção desse milagre da vida.

Se você nunca pensou em ser avô ou avó, não pense, a realidade será muito mais elevada que o sonhar de sê.

Simplesmente eu amei e amo ser avô. Ser avós é a divina recompensa para quem decide ser pai e mãe no sentido amplo da palavra.

[Comente este Post]

Postado por Antonio Feitosa dos Santos
2/4/2018 às 10h46

 
Um País em desordem - Crônica

Hoje a população brasileira é acometida do mal da desesperança, da incredulidade, da injustiça reinante, da corrupção generalizada e da inoperância das autoridades constituídas, ou seja, uma população impotente e refém de si mesma.

O cidadão fica preso em sua moradia, sediado por bandidos constituídos e avulsos. Sua população perdeu o direito de possuir patrimônios, perdeu a liberdade de ir e vir em sua própria cidade. Hoje, o Brasil, em todos os seus recantos, não passa de um imensa prisão para os seus filhos de bem e cumpridores dos seus deveres.

O estado brasileiro voltou-se para si mesmo, via autoridades corrompidas e seus corruptores, executando-se um sistema conhecido como poder pelo poder, em todos os níveis, estabelecido pelo malogrado populismo dos últimos anos.

A quem coube as mazelas de tudo isso? Como sempre à população brasileira em geral, refém do medo, da desordem e da avassaladora criminalidade.

Mas é essa a mesma população, eleitora dos políticos que ai estão pousando de salvadores da pátria, ao mesmo tempo que bradam em seus reles discursos, não ter de prestar satisfação ao povo dos seus atos.

É essa mesma população que assiste passivamente um ministro de estado dizer em entrevista, que pedirá licença do cargo, para voltar a Câmara como deputado, apenas para impetrar um impeachment a um ministro do Supremo Tribunal Federal, por ele está tão somente, fazendo cumprir as prerrogativas do seu dever e da sua função constitucional de justiça.

Isso é ameaça velada, é ataque ao estado de direito a quem cuida da Lei maior do Estado brasileiro. Esqueceu o deputado ministro, que a justiça deve ser para todos, inclusive os membros de governos. Assim reza a Constituição Federal.

A quem pedirá socorro essa mesma população? Ora bolas! A nós mesmos, somos o dono do nosso voto, do poder emanado pela população coesa em prol de um Brasil livre e transparente, onde os recursos públicos podem e devem ser aplicados em benefícios de todos.

Expurguemos pois, esses malfeitores apossados no poder constituído. Vamos dar um basta nessa desordem, voltemos a ter esperança e liberdade, façamos nós cumprir o escrito em nosso pendão auriverde, “Ordem e Progresso”, sempre.

[Comente este Post]

Postado por Antonio Feitosa dos Santos
15/3/2018 às 11h59

 
Amizades momentâneas

Ter amizade é uma virtude, manter essa amizade passa a ser um milagre. Hoje nas grandes cidades o individualismo parece tornar-se um mal crônico. As pessoas isolam-se como podem e como dá: Nas ruas, nos Shoppings e em suas próprias casas, escondem-se por trás de um computador ou de um celular, mesmos rodeados por outras pessoas. Dessas a sua volta, poucas são as que não se sentem sozinhas.

As rodas de amigos, com seus bate papos, já não mais existem. As reuniões familiares é parte de um passado recente.

Hoje fazer amizade é um ato simples, provocado por encontros momentâneos, superficiais, efusivos, que não deixam marcas, nem provocam aceitações profundas, como dantes.

Para se manter uma amizade, porém, requer generosidade e fidelidade a causa. A generosidade não trata tão somente de atribuir a cada indivíduo o que é seu, como dizia Spinoza a propósito da justiça, mas o de lhe oferecer o que não é seu, o que é de quem oferece e que lhe falta. A fidelidade para a pessoa humana, o esquecimento e a improvisação são fatos naturais. “A fidelidade não é um valor entre outros, uma virtude entre outras: ela é aquilo por que, para que há valores e virtudes. O espírito fiel é o próprio espírito.”

Durante a infância e principalmente na adolescência e juventude faz-se muitas amizades, grupos de amigos e amigas, juras de que essas amizades ficarão para a vida toda, o tempo todo. Ledo engano desse tempo de juventude. Poucas, por vezes nenhuma sobrarão, foram todas amizades de momentos, que se perderam nas páginas da nossa história.

Das amizades arranjadas em ambientes acadêmicos e profissionais dificilmente ficarão ou serão mantidas, mesmo que tentativas sejam feitas poucas prosperam.

A amizade é um marco tão sublime e é capaz de suplantar a virtude do amor. Nela há que estar presentes: a tolerância, polidez, prudência, humildade, simplicidade, humor e quem mais se não o próprio amor. A amizade é essa miscelânea que nem todo indivíduo consegue aglutiná-la em si e aos outros. Por assim ser, torna-se difícil ter amigos.

Certo é, amizade entre pessoas é muito complicado. Quando essa complexidade, mistura-se a interesses e facilidades, requeridas por um indivíduo ou grupo de indivíduos, as premissas bases do ato da amizade, não se sustentarão. Assim o elo será quebrado e será desfeito o vínculo de interação comum, estimulando nesses, propensões ao individualismo. Sem interação a amizade não se estabelece, não germina e não dá frutos, nem antes, nem agora e nem depois.

[Comente este Post]

Postado por Antonio Feitosa dos Santos
11/3/2018 às 18h41

 
À mulhuer, admiração e respeito

Como e por que devo eu parabenizar a mulher na sua integralidade? Se a essa mesma mulher a quem parabenizo, lhe falta a saúde, a segurança, a lei, a igualdade salarial, a oportunidade profissional e acima de tudo lhe falta o devido respeito.

A igualdade que essa mulher busca, não é a igualdade física do homem, mas a social, a profissional, a intelectual e diga-se de passagem, essa já bem mais expandida que a do homem, haja vista os destaques em salas de aulas mistas, mundo afora.

A mulher é humana, é um ser pensante, é dotada de qualidades e defeitos, como o homem, por que então da diferença? A essa mesma mulher foi dada a peculiaridade extraordinária que o homem não tem, a de gestar homens e mulheres e por nove meses aconchegá-los, alimentá-los e protegê-los em seu ventre, o quanto possível das maldades do mundo.

Cabe-me tão somente, desejar-lhe todo o respeito, todo o carinho e admiração, como parceiro que me sinto, complemento de um todo familiar e caminhante da mesma estrada, lado a lado dessa mulher, que me trouxe ao mundo, me fez feliz, me apoiou com sua amizade e mesmo ficando em uma das paradas desse caminhar, tenho certeza velar pelos filhos a caminho de suas paradas. Minha profunda admiração à mulher.

[Comente este Post]

Postado por Antonio Feitosa dos Santos
8/3/2018 às 10h13

 
Homem e mulher deem as mãos - dedico às mulheres

Uma homenagem a todas as mulheres nesse ano de 2018.

A opressão não convém ao humano,
Seja homem ou mulher, não importa,
A liberdade é o que há de saudável,
Na construção do equilíbrio psíquico,
Em consonância com um físico notável.

Um equilíbrio mental irrefutável,
No ato de construir um pensamento,
A um elevado intento de compreensão,
Do feminino instinto, vindo do Divino,
Mulher da força, do amor e da razão.

Precisam ambos dar-se a mão,
Ao caminhar pelos caminhos da vida,
Sem a opressão do forte ou do fraco,
São todos passageiros do mesmo tempo,
Foram esses criação do mesmo sacro.

Não há de ser macho ou fêmea o macro,
Na completude ao amor e a razão,
Ser solícito um ao outro é o caminho,
Seja esse íngreme, sinuoso ou retificado,
Na vida e no amor edificarão seu ninho.

[Comente este Post]

Postado por Antonio Feitosa dos Santos
6/3/2018 às 21h52

 
A quem interessar possa

Não julgue você por nada,
Cada qual com a sua dor,
Uns sofrem porque tem,
Outros sofrem sem amor,
Nas belas tardes risonhas,
Só saudades enfadonhas,
Sem sorriso e sem sabor.

Que aprendas tu o valor,
Do sentimento fecundo,
Do nascer, viver, morrer,
A quem veio ao mundo,
Que somos todos iguais,
Não se esqueça jamais,
Desse elo tão profundo.

Não caia no poço imundo,
Das impurezas da vida,
Separe e deite sementes,
Que recompensem a lida,
Que seu corpo em desuso,
Não sinta-se como intruso,
Frente as vielas perdidas.

[Comente este Post]

Postado por Antonio Feitosa dos Santos
1/3/2018 às 15h42

 
Novo rumo para a Juventude do Brasil

Sabemos nós brasileiros, ser o ano de 2018 eleitoral. Logo permaneçamos atentos aos fatos eleitoreiros, com os quais convivemos nos períodos eleitorais. As promessas, os favores e as tapinhas nas costas, atos dos desagradáveis caçadores de votos.

Nosso país vive um momento conturbado e por isso mesmo devemos ficar alertas, com os políticos que ai estão. A juventude precisa tomar as rédeas desse Brasil continente, fazê-lo funcionar e em funcionando dividir o resultado igualitariamente com toda a sua população.

Precisamos construir novas oportunidades, gerar novos recursos, e impulsionar a política, a educação, a saúde e a segurança do povo brasileiro.

Os partidos políticos e os próprios políticos que ai estão, são massas falidas, são entulhos ao progresso e desesperança da nossa gente. São “metástase” de um câncer corruptível e generalizado no meio político nacional.

O sistema político aqui instalado, não serve de bom exemplo para ninguém. Não é atrativo, nem influenciador dos deveres e direitos do cidadão de bem. O legado que os atuais políticos sempre deixam é a desordem, a baderna e a subtração do patrimônio público nacional.

Cabe aos jovens de bem o árduo trabalho de mudar a concepção política, financeira e econômica, além de fazer toda uma geração mudar o entendimento, a compreensão e a construção do coletivo e não a divisão e o individualismo de um povo, apregoado por alguns desses partidos que se dizem de esquerda.

Vamos arregaçar as mangas e expurgar todos esses malfeitores do poder. Não foi para sugar as tetas da pátria amada, que os elegemos, mas para trabalhar em função da nossa gente. Não o fizeram? Rua, cadeia aos traidores da pátria.

Jovens brasileiros avante, assumam os seus lugares e recoloquem o Brasil no lugar onde devia e deve estar de fato e direito, o topo do desenvolvimento e do progresso no senário mundial.

[Comente este Post]

Postado por Antonio Feitosa dos Santos
1/3/2018 às 15h35

Mais Posts >>>

Julio Daio Borges
Editor

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




HISTÓRIA DO TEATRO - NÉLSON DE ARAÚJO
NÉLSON DE ARAÚJO
EMPRESA GRÁFICA DA BAHIA
(1991)
R$ 62,00



VERONIKA DECIDE MORRER
PAULO COELHO
OBJETIVA
(1998)
R$ 8,00



THE BOOK OF ART - FLEMISH AND DUTCH ART
PROFESSOR A. M. HAMMACHER AND DR. HAMMACHER VANDENBRANDE
GROLIER
(1967)
R$ 25,00



GUIA DE FINANÇAS PARA A MULHER MODERNA
LAURA BRADY
UNIVERSO DOS LIVROS
(2011)
R$ 10,90



SOUND MIND, SOUND BODY
DR. KENNETH R. PELLETIER
SIMON SCHUSTER
(1994)
R$ 49,90



COMO FAZER AMIGOS
DALE CARNEGIE
COMPANHIA NACIONAL
(2003)
R$ 25,00



DOM QUIXOTE- ENCENAÇÕES TIPOGRÁFICAS
DAISY LEITE TURRER & ELIANA SCOTTI MUZZI (ORGS.)
UFMG
(2017)
R$ 21,90



PROJETO AURORA - RETORNO À LINGUAGEM DA CONSCIÊNCIA
DANEA TAGE
FEEU
R$ 15,00



O PERFUME (CAPA DURA)
PATRICK SÜSKIND
RECORD
(1995)
R$ 9,90



RESTOS MORTAIS
PATRICIA D. CORNWELL
COMPANHIA DAS LETRAS
(1999)
R$ 12,00




>>> Abrindo a Lata por Helena Seger
>>> Blog belohorizontina
>>> Blog da Mirian
>>> Blog da Monipin
>>> Blog de Aden Leonardo Camargos
>>> Blog de Alex Caldas
>>> Blog de Ana Lucia Vasconcelos
>>> Blog de Anchieta Rocha
>>> Blog de ANDRÉ LUIZ ALVEZ
>>> Blog de Angélica Amâncio
>>> Blog de Antonio Carlos de A. Bueno
>>> Blog de Arislane Straioto
>>> Blog de CaKo Machini
>>> Blog de Camila Oliveira Santos
>>> Blog de Carla Lopes
>>> Blog de Carlos Armando Benedusi Luca
>>> Blog de Cassionei Niches Petry
>>> Blog de Cind Mendes Canuto da Silva
>>> Blog de Cláudia Aparecida Franco de Oliveira
>>> Blog de Claudio Spiguel
>>> Blog de Dinah dos Santos Monteiro
>>> Blog de Eduardo Pereira
>>> Blog de Ely Lopes Fernandes
>>> Blog de Enderson Oliveira
>>> Blog de Expedito Aníbal de Castro
>>> Blog de Fabiano Leal
>>> Blog de Fernanda Barbosa
>>> Blog de Geraldo Generoso
>>> Blog de Gilberto Antunes Godoi
>>> Blog de Haelmo Coelho de Almeida
>>> Blog de Hector Angelo - Arte Virtual
>>> Blog de Humberto Alitto
>>> Blog de Isaac Rincaweski
>>> Blog de João Luiz Peçanha Couto
>>> Blog de JOÃO MONTEIRO NETO
>>> Blog de João Werner
>>> Blog de Joaquim Pontes Brito
>>> Blog de José Carlos Camargo
>>> Blog de José Carlos Moutinho
>>> Blog de Kamilla Correa Barcelos
>>> Blog de Lourival Holanda
>>> Blog de Lúcia Maria Ribeiro Alves
>>> Blog de Luís Fernando Amâncio
>>> Blog de Marcio Acselrad
>>> Blog de Marco Garcia
>>> Blog de Maria da Graça Almeida
>>> Blog de Nathalie Bernardo da Câmara
>>> Blog de onivaldo carlos de paiva
>>> Blog de Paulo de Tarso Cheida Sans
>>> Blog de Raimundo Santos de Castro
>>> Blog de Renato Alessandro dos Santos
>>> Blog de Rita de Cássia Oliveira
>>> Blog de Rodolfo Felipe Neder
>>> Blog de Sonia Regina Rocha Rodrigues
>>> Blog de Sophia Parente
>>> Blog de suzana lucia andres caram
>>> Blog de TAIS KERCHE
>>> Blog de Thereza Simoes
>>> Blog de Valdeck Almeida de Jesus
>>> Blog de Vera Carvalho Assumpção
>>> Blog de vera schettino
>>> Blog de Vinícius Ferreira de Oliveira
>>> Blog de Vininha F. Carvalho
>>> Blog de Wilson Giglio
>>> Blog do Carvalhal
>>> Blog Feitosa dos Santos - Prosas & Poemas
>>> Blog Ophicina de Arte & Prosa
>>> Cinema Independente na Estrada
>>> Consultório Poético
>>> Contubérnio Ideocrático, o Blog de Raul Almeida
>>> Cultura Transversal em Tempo de Mutação, blog de Edvaldo Pereira Lima
>>> Escrita & Escritos
>>> Eugênio Christi Celebrante de Casamentos
>>> Ezequiel Sena, BLOG
>>> Flávio Sanso
>>> Fotografia e afins por Everton Onofre
>>> Impressões Digitais
>>> Me avise quando for a hora...
>>> Metáforas do Zé
>>> O Blog do Pait
>>> O Equilibrista
>>> Relivaldo Pinho
>>> Sobre as Artes, por Mauro Henrique
>>> Voz de Leigo

busca | avançada
22843 visitas/dia
829 mil/mês