Blog da Mirian

busca | avançada
32191 visitas/dia
1,0 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Alexandre Grooves comemora Troféu Cata-vento, pré-indicação ao Grammy e lançamento no Japão
>>> Estreia de Pelas Ordens do Rei Que Pede Socorro comemora 20 anos do grupo O Buraco d'Oráculo
>>> Espetáculo 'As Filhas da Mãe' completa 35 anos.
>>> Bloco Fogo e Paixão faz a festa na Zona Portuária
>>> Papo Astral: guia astrológico para o leitor se conhecer melhor
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Os Doze Trabalhos de Mónika. 9. Um Cacho de Banana
>>> Os Doze Trabalhos de Mónika. 8.Heroes of the World
>>> Os Doze Trabalhos de Mónika. 7. Um Senador
>>> Os Doze Trabalhos de Mónika. 6. Nas Asas da Panair
>>> Como se me fumasse: Mirisola e a literatura do mal
>>> Os Doze Trabalhos de Mónika. 5. Um Certo Batitsky
>>> A vida dos pardais e outros esquisitos pássaros
>>> Blockchain Revolution, o livro - ou: blockchain(s)
>>> Bates Motel, o fim do princípio
>>> Bruta manutenção urbana
Colunistas
Últimos Posts
>>> Jeff Bezos é o mais rico
>>> Stayin' Alive 2017
>>> Mehmari e os 75 anos de Gil
>>> Cornell e o Alice Mudgarden
>>> Leve um Livro e Sarau Leve
>>> Pulga na praça
>>> No Metrópolis, da TV Cultura
>>> Fórum de revisores de textos
>>> Temporada 3 Leve um Livro
>>> Suplemento Literário 50 anos
Últimos Posts
>>> Boa Vista
>>> O preço
>>> Você já atualizou sua história hoje?
>>> Sorvedouro
>>> Reter ou não reter
>>> O Peregrino
>>> Sismógrafos
>>> La ansiedad
>>> Barrados no baile
>>> Fluxogramas
Blogueiros
Mais Recentes
>>> E eu mais ainda!
>>> Os sem-celular
>>> Freud segundo Zweig
>>> Olímpica
>>> Metade da laranja ou tampa da panela?
>>> Preparar Para o Impacto
>>> Cultura pop
>>> O Paciente Steve, de Sam Lipsyte
>>> Deus não é Grande, de Christopher Hitchens
>>> Para pecar, vá de manga
Mais Recentes
>>> Matemática Fundamental- Uma nova abordagem- Volume único
>>> Diálogo: Primeiros Estudos em Filosofia- Volume único
>>> Ser protagonista box- Geografia
>>> Dogs
>>> Descobrindo a história da arte- Volume único
>>> Español Único- Volume único
>>> Sociologia em movimento- Volume único
>>> Windows Server 2003- Curso completo
>>> Química Essencial- Volume único
>>> Biologia - Volume único
>>> Assim falou Zaratustra
>>> História: das cavernas ao terceiro milênio- Volume único- Coleção Vereda Digital
>>> Método infantil para piano com ilustrações
>>> Macroeconomics
>>> Macroeconomics
>>> Palavra e Parábola uma Aventura pela Linguagem
>>> The Sky
>>> Ágape
>>> World Of Warcraft - Sombras da Horda
>>> Diablo III - A Ordem
>>> O Exterminador do Futuro - Limited Edition
>>> Os Sete
>>> O Senhor agora vai mudar de corpo
>>> Xml programação com vb e asp
>>> Programando em javaserver faces
>>> Professional visual basic .net
>>> Java e xml - processamento de documentos xml com java - guia de consulta rápida
>>> Flash light 2 crie aplicativos e games para celulares
>>> dominando Eclipse
>>> c# Como programar
>>> O Xará
>>> A Hora da História
>>> A Terapeuta Um romance sobre a Ansiedade
>>> Histórias das Invenções/Dom Quixote para Crianças - Monteiro Lobato (Liteartura Infanti-Juvenil)
>>> Código da vida
>>> O Diário Secreto
>>> O Pequeno Príncipe (Com aquarelas do autor)
>>> Disciplina Eclesiástica: a Respeito do Habito Talar
>>> História Das Mulheres No Brasil
>>> Prostituição em áreas urbanas: histórias do tempo presente
>>> História do amor no Brasil
>>> Estatistica Básica
>>> O perigo é a minha profissão e outras histórias
>>> O Menino Sem Imaginação
>>> A cadeira vazia
>>> O Mistério do Homem Amarelo
>>> Curvas peligrosas 2
>>> Perestroika - Novas Ideias para o meu País e o Mundo
>>> Sociologia para o Ensino Médio Volume Único Manual do Professor
>>> Papa João Paulo II A História de Uma Vida
BLOGS

Domingo, 14/1/2018
Blog da Mirian
Mirian de Carvalho

 
Fio de Eros II

Nervura de vazadouro universo
abrindo crescente planície de visgo.

Em volta da trama, pulsa-me a geometria
dos ciclos e marés do corpo. Ao redor

do meio, ao beijo se expandem costura
e tecido.


(Do livro Teia dos labirintos. Escrituras, 2004)

[Comente este Post]

Postado por Mirian de Carvalho
14/1/2018 às 09h41

 
Fio de Eros I

Ao vazado da teia de feminino talhe,
ressudando o centro de feminino púbis:

Que línguas de carne lamberam-lhe
as margens?

Que longilíneo cerne lhe conhecera
ao fundo?


(Do livro Teia dos labirintos. Escrituras, 2004)

[Comente este Post]

Postado por Mirian de Carvalho
30/12/2017 às 09h21

 
O que sei do tempo IV

Em meio à voragem da solitude,
erguem-se hastes da paixão renovada
emaranhando o que se quer
e o que não se quer de volta.

Perdi algumas colheitas.
Perdi algumas sementes.
Inúmeras datas.

Revisito as flores que me despertam
o passado. Nos recortes das lembranças
entreguei ao jardineiro os cuidados
do semear.

Eu me encontro ao burilar
direções dos ventos.
Eu me encontro ao imaginar
novos caules na aragem
das tardes insondáveis.

Imaginar o curso das perdas
evoca-me a dádiva do possível.
Então, ao leito do sono, desfaço-me
das roupas do visitante.

E me ponho a plantar o zelo
das horas passageiras.


(Do livro Nada mais que isto. São Paulo: Scortecci)

[Comente este Post]

Postado por Mirian de Carvalho
9/12/2017 às 10h50

 
O que sei do tempo III

No convívio amoroso com a pintura
ilumina-se o deslizar dos pincéis
bordando o linho. É lilás a cor
da memória
, me diz o pintor.

Mas das tintas do vindouro
nada posso dizer. Nem as telas.

Quando morrem as luzes,
não sei para onde vão as vidraças.
Quando se ausenta o burburinho
das cores, existirá vida?

Sei apenas que há um tempo
de inexistente resposta.


De tanta lembrança, o mundo
se tinge de matizes.

Como se fossem pássaros, as cores
do quadro sobrevoam-me a casa.

Entre o lilás e a véspera, a memória
invade meu canteiro de violetas.


(Do livro Nada mais que isto, São Paulo: Scotecci)

[Comente este Post]

Postado por Mirian de Carvalho
25/11/2017 às 10h40

 
O que sei do tempo II

Para ressuscitar, nossos pássaros
reinventam motivos encantatórios.
Emplumados de cio, eles respondem
ao pólen da tarde aberta ao desejo.

Do tempo do pranto ao da fantasia,
entre lugares diversos, a caminhada
movimenta a solidão que me desgasta
as solas dos sapatos.

Ao preparo do unguento
que me suavizará as lacunas
da vida, mastigo flores.
Bebo as horas.

Debaixo do céu, para todos
os propósitos há um tempo.


Há intervalos do tempo.

À espera de sua passagem.

À espera de sua demora.


(Do livro Nada mais que isto. São Paulo: Scortecci)

[Comente este Post]

Postado por Mirian de Carvalho
12/11/2017 às 14h08

 
O que sei do tempo I

Na intimidade das gavetas, chora
ou alegra-se a alma dos guardados.
De tanta recordação, os miosótis
descoram seu azul. De tanta lembrança,
iluminam-se as velas do bolo.
Animiza-se o brinquedo.

Das cores da festa ao inconsolo
do funeral, lento ou acelerado
conforme a música, o ritmo da casa
se transforma.

Mas sinto que após a festa
o tempo descansa. Quase para.
Depois, nos pequenos objetos
ao alcance dos dedos, ele renasce.

Hoje de manhã, no couro
do meu porquinho de barro,
brotaram minhas margaridas
cor-de-rosa.

E renasceram folhas.
Que morreram na infância.


(Do livro Nada mais que isto. São Paulo: Scortecci)

[Comente este Post]

Postado por Mirian de Carvalho
28/10/2017 às 10h51

 
A lâmpada

“A lâmpada SUS
pensa, milagre [...].”
Orides Fontela

Sob elevada coisa de vida acesa,
o mundo se completa em nosso horizonte
do olhar em êxtase.

Se “o que brilha vê”, sou alvo deste olhar, vendo-me
de corpo e pensamentos no imaginário céu da cama.
Luz jorrando deste bulbo de vidro.
Lume a esmorecer em pequena infinitude.

Minha vida acesa nos filetes de metal
olhando o brilho que desce a desvelar-me
o interior dos armários ao sono
e vigília da casa.

Minha vida neste lacre de vidro
contemplando o descanso da morte.
Minha história atravessando vãos
das janelas e portas de sair.

Nesta cabana de ermitão, construo
sobre a cidade caminhos de cristal
enquanto bebo a fumaça
ao meu alcance.


(Do livro 50 poemas escolhidos pelo autor. Rio de Janeiro: Galo Branco, 2011)

[Comente este Post]

Postado por Mirian de Carvalho
14/10/2017 às 10h07

 
Insone

A lua nova rastreia o quarto
adormecido. Pela escuridão encontro
frestas no eu que sobrou da véspera.

Acho o que não procurava: o acaso
é parte de mim.

Insone, preparo a festa do dia vindouro.
Aconchegada ao leito, misturo ao mel da manhã
o perfume das violetas.

E recolho numa fotografia
a cabeleira do sol a roçar os ombros
do mundo.

(Do livro 50 poemas escolhidos pelo autor. . Rio de Janeiro: Galo Branco, 2011)

[Comente este Post]

Postado por Mirian de Carvalho
7/10/2017 às 09h46

 
O que sei do tempo V

De volta à casa das avós, no umbigo
do portão floresce esta mandala de madeira.
Ao rastro das horas perseverando em direções
contrárias, minha flor da Ásia liberta-se
dos acontecidos.

Ante o grande centro da impermanência,
o que sei do tempo é ser ele um crivo
que se abre em todas as direções.

Em visitação ao ancestral, o que sei
das chaves é a cega oposição
entre o abrir e o fechar.

Perseguindo caminhos diversos,
dou de beber à rosa dos ventos,
invertendo nortes nos mapas
da Terra.

De uma direção à outra,
sou desobediência.

A desengrenar o passado das águas,
nos gelos reencontro a gestação
do arado e das mãos.


(Do livro Nada mais que isto: São Paulo: Scortecci, 2011)

[Comente este Post]

Postado por Mirian de Carvalho
22/9/2017 às 18h10

 
Na cama de Almodóvar II, III, IV, V

II
Ata-me com abraços.
Ata-me ao cheiro da tua pele.
E aos teus mais íntimos segredos.

Não te quero em minha vida
pai de filhos e provedor do lar.
Trabalhar me faz bem.
Liberdade? Ainda mais!

Aprecio delicadeza
e fidalguia masculinas:
“La non-demande en mariage”.
Te lembras de Brassens nos anos 1970?
Ata-me a esta canção que rememoro ao desejar,
na vida e na arte, como o fez o poeta,
fidelidade ao amor.

Ao sobrenome registrado em cartório
prefiro a fragilidade do pleno sentimento.
Repete para mim os versos desse autor:
“A la dame de mes pensées
Toujours je pense.”

Ata-me com tua presença
em minha cama.

Assim te espero.


III
Ata-me à tua chegada porque queres voltar.
Fala comigo de igual para igual.
Ata-me ao teu falo.

Não te desejo pastor de ovelhas
tirando sons da flauta de Pã.
Nem te desejo noivo prometido,
preso a antigos acordos de família.
Não almejo na casa enfeites de louros
e oliveiras, ambientando banquete nupcial
onde devo permanecer de rosto coberto.
Nessa tal festa não havida, dispensei
a mesa de iguarias.

Bolos de gergelim, mel e frutos
podemos comer o ano inteiro.

Entanto, louvo nas hetairas
o saber e o corpo livre.
E louvo o libertário canto de Safo:
“Eros, o que desce dos céus,
envolto em purpúrea clâmide (...).”

Ata-me às tuas roupas.
Ata-me com teu suor.
Ata-me à tua nudez.

Assim te desejo.


IV
Ata-me com tua presença.
Telefona pra mim sempre que possível.
Ata-me com tua voz dizendo meu nome.

Onde nasci, não me chamaram de primeira,
nem de segunda menina. Sempre tive nome
e sobrenome. E tenho garra para saber
e dizer o que quero. Ou o que não quero.
Aprecio flores do campo.
Colares de sementes.
E gosto de andar descalça.
Prefiro objetos de terracota às porcelanas.

Dos antigos casamentos chineses,
agrada-me apenas o vermelho das roupas.
Ah, aprecio também infusão de jasmins!
Mas nunca servirei chá aos sogros
como sinal de submissão.

Como numa praça de touros,
entre desejo e cópula,
minha carne trêmula
te recebe em festa.

Fala comigo.

Ata-me à tua presença.

Sempre.


V
Ata-me à tua carne desejante.
Ata-me às oscilações do verbo.
E ao tremor do silêncio.

Às traduções da palavra “amor”,
me afasto das paráfrases porque tal sentimento,
na fala ou nos escritos, jamais eclode pleno.
Deslizantes no filme, as imagens
retêm no instante a paixão em foco.

Carmim é o nome do sangue.
Carmim é o gosto da romã.
Com as cores do apaixonado,
visto-me para os matizes do amor.

Ata-me! Na cama de Almodóvar
minhas sementes gritam ao cio.
Em total obediência, ata-me
o matador.

Sua adaga perfura-me o coração.

Sangramos ao jorro do gozo.


(Do livro Não sei se vou te amar. São Paulo: Scortecci, 2016)

[Comente este Post]

Postado por Mirian de Carvalho
3/9/2017 às 11h02

Mais Posts >>>

Julio Daio Borges
Editor

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




TITHING
R. T. KENDALL
HODDER & STOUGHTON RELIGIOUS
(1986)
R$ 25,00
+ frete grátis



GALOPE DE AMOR
DANIELLE STEEL
RECORD
(2011)
R$ 14,00



ESCOLHAS SUSTENTÁVEIS
RAFAEL MORAIS CHIARAVALLOTI
MATRIX
(2011)
R$ 10,30



PANORAMA DO NOVO TESTAMENTO
ROBERT H. GUNDRY
VIDA NOVA
(2008)
R$ 70,00



NAPOLEON'S WARS: AN INTERNATIONAL HISTORY
CHARLES ESDAILE
PINGUIN
(2009)
R$ 30,00



INICIACION A LA AQUARELA - AQUARELA PARA INICIANTES - NOVO EMBALADO
ACUARELA
PE
(2017)
R$ 49,90



MÁ SORTE QUE ELA FOSSE PUTA - JOHN FORD (TEATRO INGLÊS)
JOHN FORD
EDITORIAL ESTAMPA
(1983)
R$ 15,00



INTRODUCTION TO DYNAMIC MACROECONOMIC GENERAL EQUILIBRIUM MODELS 2ND
JOSE LUIS TORRES CHACON
VERMOS ART AND SCIENCE
(2015)
R$ 110,00



FLÁVIO JOSEFO - HISTÓRIA DOS HEBREUS (VOLUME 2) - CAPA DURA
FLÁVIO JOSEFO
DAS AMÉRICAS
(1956)
R$ 80,00



PROFUNDAMENTE SUA
SYLVIA DAY
PARALELA
(2012)
R$ 10,00




>>> Abrindo a Lata por Helena Seger
>>> Blog belohorizontina
>>> Blog da Mirian
>>> Blog da Monipin
>>> Blog de Aden Leonardo Camargos
>>> Blog de Alex Caldas
>>> Blog de Ana Lucia Vasconcelos
>>> Blog de Anchieta Rocha
>>> Blog de ANDRÉ LUIZ ALVEZ
>>> Blog de Angélica Amâncio
>>> Blog de Antonio Carlos de A. Bueno
>>> Blog de Arislane Straioto
>>> Blog de CaKo Machini
>>> Blog de Camila Oliveira Santos
>>> Blog de Carla Lopes
>>> Blog de Carlos Armando Benedusi Luca
>>> Blog de Cassionei Niches Petry
>>> Blog de Cind Mendes Canuto da Silva
>>> Blog de Cláudia Aparecida Franco de Oliveira
>>> Blog de Claudio Spiguel
>>> Blog de Dinah dos Santos Monteiro
>>> Blog de Eduardo Pereira
>>> Blog de Ely Lopes Fernandes
>>> Blog de Enderson Oliveira
>>> Blog de Expedito Aníbal de Castro
>>> Blog de Fabiano Leal
>>> Blog de Fernanda Barbosa
>>> Blog de Geraldo Generoso
>>> Blog de Gilberto Antunes Godoi
>>> Blog de Haelmo Coelho de Almeida
>>> Blog de Hector Angelo - Arte Virtual
>>> Blog de Humberto Alitto
>>> Blog de Isaac Rincaweski
>>> Blog de João Luiz Peçanha Couto
>>> Blog de JOÃO MONTEIRO NETO
>>> Blog de João Werner
>>> Blog de Joaquim Pontes Brito
>>> Blog de José Carlos Camargo
>>> Blog de José Carlos Moutinho
>>> Blog de Kamilla Correa Barcelos
>>> Blog de Lourival Holanda
>>> Blog de Lúcia Maria Ribeiro Alves
>>> Blog de Luís Fernando Amâncio
>>> Blog de Marcio Acselrad
>>> Blog de Marco Garcia
>>> Blog de Maria da Graça Almeida
>>> Blog de Nathalie Bernardo da Câmara
>>> Blog de onivaldo carlos de paiva
>>> Blog de Paulo de Tarso Cheida Sans
>>> Blog de Raimundo Santos de Castro
>>> Blog de Renato Alessandro dos Santos
>>> Blog de Rita de Cássia Oliveira
>>> Blog de Rodolfo Felipe Neder
>>> Blog de Sonia Regina Rocha Rodrigues
>>> Blog de Sophia Parente
>>> Blog de suzana lucia andres caram
>>> Blog de TAIS KERCHE
>>> Blog de Thereza Simoes
>>> Blog de Valdeck Almeida de Jesus
>>> Blog de Vera Carvalho Assumpção
>>> Blog de vera schettino
>>> Blog de Vinícius Ferreira de Oliveira
>>> Blog de Vininha F. Carvalho
>>> Blog de Wilson Giglio
>>> Blog do Carvalhal
>>> Blog Feitosa dos Santos - Prosas & Poemas
>>> Blog Ophicina de Arte & Prosa
>>> Cinema Independente na Estrada
>>> Consultório Poético
>>> Contubérnio Ideocrático, o Blog de Raul Almeida
>>> Cultura Transversal em Tempo de Mutação, blog de Edvaldo Pereira Lima
>>> Escrita & Escritos
>>> Eugênio Christi Celebrante de Casamentos
>>> Ezequiel Sena, BLOG
>>> Flávio Sanso
>>> Fotografia e afins por Everton Onofre
>>> Impressões Digitais
>>> Me avise quando for a hora...
>>> Metáforas do Zé
>>> O Blog do Pait
>>> O Equilibrista
>>> Relivaldo Pinho
>>> Sobre as Artes, por Mauro Henrique
>>> Voz de Leigo

busca | avançada
32191 visitas/dia
1,0 milhão/mês