Blog de Thereza Simoes

busca | avançada
31762 visitas/dia
1,1 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Artista plástica Ana Maria Tavares estará no Programa Arte-Papo da Fundação Ema Klabin
>>> Escritora Isa Colli faz lançamento oficial no Brasil de seu livro na Bienal do Livro Rio de Janeiro
>>> Shopping Metrô Tucuruvi traz literatura com muita diversão em Feira do Livro
>>> Seminário reflete sobre Arquivos e Direitos Humanos com documentos da Comissão Teotônio Vilela
>>> Evento gratuito discute as transformações do jornalismo
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Luz sob ossos e sucata: a poesia de Tarso de Melo
>>> Da varanda, este mundo
>>> Estevão Azevedo e os homens em seus limites
>>> Séries da Inglaterra; e que tal uma xícara de chá?
>>> A fotografia é um produto ou um serviço?
>>> A noite iluminada da literatura de Pedro Maciel
>>> Apontamentos de inverno
>>> Literatura, quatro de julho e pertencimento
>>> O Abismo e a Riqueza da Coadjuvância
>>> Os Doze Trabalhos de Mónika. 4. Museu Paleológico
Colunistas
Últimos Posts
>>> Jeff Bezos é o mais rico
>>> Stayin' Alive 2017
>>> Mehmari e os 75 anos de Gil
>>> Cornell e o Alice Mudgarden
>>> Leve um Livro e Sarau Leve
>>> Pulga na praça
>>> No Metrópolis, da TV Cultura
>>> Fórum de revisores de textos
>>> Temporada 3 Leve um Livro
>>> Suplemento Literário 50 anos
Últimos Posts
>>> The game of Prones
>>> Pétalas neon
>>> À Lígia
>>> Um biombo oscila entre o côncavo e o convexo
>>> Síndrome da desesperança
>>> Simbiose
>>> Grafologia
>>> Premiadas
>>> Plagas e pragas
>>> Elas por elas
Blogueiros
Mais Recentes
>>> O Enriquecer é Glorioso!
>>> A maçã de Isaac Newton
>>> Televisão versus Internet: a disputa desnecessária
>>> O Frankenstein de Mary Shelley
>>> O engano do homem que matou Lennon
>>> Exibir sem mostrar
>>> It's my shout
>>> É batata!
>>> Solaris, o romance do pesadelo da ciência
>>> Eu blogo, tu blogas?
Mais Recentes
>>> Pop-up Game Of Thrones
>>> Um plano de saúde que Deus garante - Dr. Fernando M.F. de Oliveira
>>> Mais que um Carpinteiro - Josh McDowell
>>> O livro da selva 2ª ed.
>>> Criação, Graça, Salvação
>>> As Novas Antropologias. Um desafio à Teologia
>>> Teologia da Criação
>>> As Parábolas de Jesus
>>> O Pai-Nosso. A Oração do Senhor
>>> O Sermão da Montanha
>>> Convite à Filosofia
>>> O Advogado
>>> As Escravas do Diabo
>>> Trilogia Coleção Rubaiyat - O Livro de Job, O Livro da Sabedoria, Eclesiastes
>>> Ardente Reencontro
>>> Segredos Perigosos
>>> Voltando Para Você
>>> Prometida Para o Príncipe
>>> Oásis do Coração
>>> Diga Sim Ao Amor
>>> Procura-se Uma Babá e Uma Chance Para Amar
>>> Cenário de Sedução
>>> A Outra Face
>>> A Outra Face
>>> Os Frutos Selvagem da Sibéria
>>> A Filha do Deputado
>>> Os Frutos Dourados do Sol
>>> Safra Vermelha
>>> O Martírio do Obeso
>>> O Mistério Frontenac
>>> O Senhor das Moscas
>>> O Lado Escuro dos Ceús
>>> Um Rei na Manga
>>> Filhas de Outros Homens
>>> Na Asa da Borboleta
>>> Sereníssima
>>> Médicos em Perigo
>>> Plexus- A Crucificação Encarnada
>>> A Volta do Tarzan
>>> Em Aquário Ninguém se Esconde
>>> Trilogia: Peça-me o que Quiser, Peça-me O Que Quiser Agora e Sempre e Peça-me O Que Quiser Ou Deixe-Me
>>> Perdida
>>> Cerrrado em Perspectiva(s)
>>> Como Sobreviver A Perda de Um Amor
>>> Você é mais Capaz do Que Pensa
>>> Para o Dia Nascer Feliz
>>> Alegria e Triunfo
>>> A Cabala e a Arte de Ser Feliz
>>> A Arte de Separar-se
>>> A Droga da Obediência
BLOGS

Sábado, 2/5/2015
Blog de Thereza Simoes
Thereza Simoes

 
Museus Parte I - Origens Históricas

Se consultarmos um dicionário da língua portuguesa para o significado da palavra "museu", de modo geral vamos obter o seguinte:
Museu: substantivo masculino, derivado do grego museîon, através do latim museum, em português museu, ao pé da letra, "templo ou lugar consagrado às musas".
Significado: lugar onde reúnem curiosidades de qualquer espécie ou exemplares artísticos e científicos: (sentido figurado) coleção de coisas várias e velhas¹.
As musas eram filhas do deus grego Zeus com Mnemósine (deusa da memória), e sua função era guadar as ciências, as artes e os tesouros da cultura. Existem diversos relatos do Mouseion de Alexandria, que data do século III a.C. e ficava em Atenas, que era antes uma instituição filosófica, lugar de contemplação.

Origens históricas do museu

Os museus existem há séculos e ao longo dos anos assumiram múltiplos objetivos. O século XX foi um marco, quando eles tiveram que se modificar diante das transformações relacionadas à compreensão das sociedades e seus fenômenos culturais. Foi então que o contexto educacional (formação e motivação de público) ganhou força e se estabeleceu como resposta à demanda por sua democratização de acesso. A exposição é de modo geral, a forma de comunicação dos museus e centros culturais com o público. Atualmente, esta comunicação está se tornando cada vez mais variada, não existindo mais o antigo museu, apenas "expositor de coisas antigas", conceito que por muito tempo dominou e ficou calcado no inconsciente do público.

A origem dos museus está relacionada com a vontade de colecionar objetos. Esse hábito é encontrado em muitos momentos ao longo da história da humanidade e pode ter diferentes objetivos como manter a memória, obter reconhecimento social, etc
A partir do século 16, na Europa, eram comuns os Gabinetes de Curiosidades, que eram salas onde eram expostos objetos de toda espécie, como animais empalhados, conchas, moedas, louças, esculturas, enfim, produtos da natureza e do homem.
Ao longo da história, os donos dos gabinetes privados começaram a permitir que viajantes e estudiosos visitassem o espaço. Ainda que restrita, essa visitação começa a se parecer com os museus públicos que conhecemos.
Foi a partir do século XVIII que se ampliou o caráter "público" das coleções apoiado pelas novas noções de cidadania, surgidas a partir da Revolução Francesa de 1789, porém eles ainda não estavam direcionados para o público em geral (não haviam legendas nas obras ou textos de apoio por exemplo). A observação era entendida como suficiente para se compreender a importância dos objetos expostos. O primeiro museu público foi o Louvre, criado em 1793 em Paris por Napoleão para exibir obras de arte confiscadas nas colônias francesas.
No século XIX, sob a influência da Revolução Industrial, começam a surgir novas formas de expor objetos, tais como: uso de cenário e aparatos que podiam ser tocados, por exemplo. O papel educacional se intensificou e foram criadas estratégias para facilitar a comunicação com o público, seleção dos objetos que deveriam compor a exposição, o aumento do espaço entre os objetos e introdução de legendas e textos com informações sobre os objetos. Percebe-se que o projeto curatorial, como hoje é chamado, é de fato um fator importantíssimo na comunicação e formação de público.
O museu moderno resulta do humanismo do Renascimento, do espírito do Iluminismo do século XVIII e da democracia do século XIX.
O período posterior a 2ª Guerra Mundial é caracterizado por estudiosos de diferentes áreas do conhecimento como um marco para significativas mudanças na história do pensamento. Uma aceleração sem precedentes na produção de tecnologias e comunicação e informação, transformou a sociedade e isso reflete nas instituições, sobretudo nas de caráter cultural e educacional.
O museu, como expressão cultural, também foi impactado por essa transformação e atravessou profundos questionamentos que visavam o desenvolvimento de uma função social. Em 1946 foi fundado o Internacional Council of Museums - ICOM, uma organização não-governamental. Isso possibilitou troca de experiências, ampliando o conceito do museu e mudanças nas relações dos museus com a sociedade com uma ampliação das funções sociais: de locais de guarda e estudo de coleções passam a locais de debates de ideias e atualização em relação às correntes vigentes no exterior.

No Brasil, devido ao interesse e iniciativas privadas, São Paulo avançou no relacionamento com o circuito de artes internacional nos anos 50, após longo período de hegemonia cultural francesa.
O Museu de Arte Moderna da São Paulo — MAM, foi fundado em 1948, pelo industrial ítalo-brasileiro Francisco Matarazzo Sobrinho, mais conhecido por "Ciccillo" Matarazzo. Foi um dos primeiros museus de arte moderna no país, com modelo inspirado no Museum of Modern Art (MoMA) de Nova York, que era dirigido na época pelo milionário e grande incentivador Nelson Rockefeller. No caso do MAM de São Paulo, a maior parte do acervo inicial pertencia ao casal Ciccillo e Yolanda Penteado.
O encontro do experiente profissional museológico Pietro Maria Bardi, com o jornalista e visionário Assis Chateaubriand em São Paulo, resultou na organização do Museu de Arte de São Paulo Assis Chateaubriand — MASP, com um programa inovador no meio museológico brasileiro.
Em 1951 o Masp trouxe o influente concretista Max Bill, e esta foi a primeira exposição de Bill fora da Suíça. Paralelamente, o mecenas Ciccilo Matarazzo trouxe a 1ª Bienal Internacional de São Paulo, em 1951 com 21 países participantes, seguindo os moldes da Bienal de Veneza.
A 2ª Bienal de São Paulo em 1953, foi uma das mais importantes porque trouxe fragmentos de todos os movimentos culturais que aconteceram durante o período da 2ª Guerra Mundial (1936/ 1945), como a pintura abstrata e geométrica dos principais artistas modernos para o público, e além disso possibilitou novos horizontes para os artistas brasileiros.
Os museus e espaços expositórios foram melhorando a comunicação com seus públicos. As exposições passam a ser cada vez mais compreesíveis, com legendas, textos e objetos interativos. Interação que ultimamente tem sido unanima nas grandes exposições, senão fator principal. Cabe questionarmos o uso da interação como ferramenta de transmissão de conhecimento ou mero intreterimento, mas isso fica para um próximo post.

[Comente este Post]

Postado por Thereza Simoes
2/5/2015 às 20h19

Julio Daio Borges
Editor

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




ABOLICIONISMO: ESTADOS UNIDOS E BRASIL, UMA HISTÓRIA COMPARADA (SÉCULO XIX)
CÉLIA MARIA MARINHO DE AZEVEDO
ANNABLUME
(2003)
R$ 30,00



QUERIDO JOHN
NICHOLAS SPARKS
NOVO CONCEITO
(2011)
R$ 13,00



HARRY POTTER E A PEDRA FILOSOFAL
J. K. ROWLING
ROCCO
(2000)
R$ 10,00



O BANCO DE TRÊS LUGARES - MARIA DE LOURDES TEIXEIRA (ROMANCE BRASILEIRO)
MARIA DE LOURDES TEIXEIRA
SARAIVA
(1951)
R$ 5,00



O HOMEM DE GELO - CONFISSÕES DE UM MATADOR DA MÁFIA
PHILIP CARLO
LANDSCAPE
(2007)
R$ 70,00



2001 UMA ODISSEIA NO ESPAÇO
ARTHUR C. CLARKE
ALEPH
(2014)
R$ 40,00



AVENIDA BRASIL: ENFIM UM PAÍS SÉRIO
PAULO CARUSO
DEVIR
(2010)
R$ 39,90



A ESTRATÉGIA DA CONFIANÇA
APOLINÁRIO TERNES
JOINVILLE
(1988)
R$ 8,00



HISTÓRIA DA FILOSOFIA GRECO-ROMANA II (DESDE ARISTÓTELES ATÉ OS NEOPLATÔNICOS) RODOLFO MANDOLFO
RODOLFO MANDOLFO
MESTRE JOU
(1967)
R$ 18,00



O CAIBALION: ESTUDO DA FILOSOFIA HERMÉTICA DO ANTIGO EGITO E DA GRÉCIA
TRÊS INICIADOS
PENSAMENTO
(2015)
R$ 14,99




>>> Abrindo a Lata por Helena Seger
>>> Blog belohorizontina
>>> Blog da Mirian
>>> Blog da Monipin
>>> Blog de Aden Leonardo Camargos
>>> Blog de Alex Caldas
>>> Blog de Ana Lucia Vasconcelos
>>> Blog de Anchieta Rocha
>>> Blog de ANDRÉ LUIZ ALVEZ
>>> Blog de Angélica Amâncio
>>> Blog de Antonio Carlos de A. Bueno
>>> Blog de Arislane Straioto
>>> Blog de CaKo Machini
>>> Blog de Camila Oliveira Santos
>>> Blog de Carla Lopes
>>> Blog de Carlos Armando Benedusi Luca
>>> Blog de Cassionei Niches Petry
>>> Blog de Cind Mendes Canuto da Silva
>>> Blog de Cláudia Aparecida Franco de Oliveira
>>> Blog de Claudio Spiguel
>>> Blog de Dinah dos Santos Monteiro
>>> Blog de Eduardo Pereira
>>> Blog de Ely Lopes Fernandes
>>> Blog de Enderson Oliveira
>>> Blog de Expedito Aníbal de Castro
>>> Blog de Fabiano Leal
>>> Blog de Fernanda Barbosa
>>> Blog de Geraldo Generoso
>>> Blog de Gilberto Antunes Godoi
>>> Blog de Haelmo Coelho de Almeida
>>> Blog de Hector Angelo - Arte Virtual
>>> Blog de Humberto Alitto
>>> Blog de Isaac Rincaweski
>>> Blog de João Luiz Peçanha Couto
>>> Blog de JOÃO MONTEIRO NETO
>>> Blog de João Werner
>>> Blog de Joaquim Pontes Brito
>>> Blog de José Carlos Camargo
>>> Blog de José Carlos Moutinho
>>> Blog de Kamilla Correa Barcelos
>>> Blog de Lourival Holanda
>>> Blog de Lúcia Maria Ribeiro Alves
>>> Blog de Luís Fernando Amâncio
>>> Blog de Marcio Acselrad
>>> Blog de Marco Garcia
>>> Blog de Maria da Graça Almeida
>>> Blog de Nathalie Bernardo da Câmara
>>> Blog de onivaldo carlos de paiva
>>> Blog de Paulo de Tarso Cheida Sans
>>> Blog de Raimundo Santos de Castro
>>> Blog de Renato Alessandro dos Santos
>>> Blog de Rita de Cássia Oliveira
>>> Blog de Rodolfo Felipe Neder
>>> Blog de Sonia Regina Rocha Rodrigues
>>> Blog de Sophia Parente
>>> Blog de suzana lucia andres caram
>>> Blog de TAIS KERCHE
>>> Blog de Thereza Simoes
>>> Blog de Valdeck Almeida de Jesus
>>> Blog de Vera Carvalho Assumpção
>>> Blog de vera schettino
>>> Blog de Vinícius Ferreira de Oliveira
>>> Blog de Vininha F. Carvalho
>>> Blog de Wilson Giglio
>>> Blog do Carvalhal
>>> Blog Feitosa dos Santos - Prosas & Poemas
>>> Blog Ophicina de Arte & Prosa
>>> Cinema Independente na Estrada
>>> Consultório Poético
>>> Contubérnio Ideocrático, o Blog de Raul Almeida
>>> Cultura Transversal em Tempo de Mutação, blog de Edvaldo Pereira Lima
>>> Escrita & Escritos
>>> Eugênio Christi Celebrante de Casamentos
>>> Ezequiel Sena, BLOG
>>> Flávio Sanso
>>> Fotografia e afins por Everton Onofre
>>> Impressões Digitais
>>> Metáforas do Zé
>>> O Blog do Pait
>>> O Equilibrista
>>> Relivaldo Pinho
>>> Sobre as Artes, por Mauro Henrique
>>> Voz de Leigo

busca | avançada
31762 visitas/dia
1,1 milhão/mês