Instituições em frangalhos | O Blog do Pait

busca | avançada
29275 visitas/dia
1,1 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Pixel Show promove gratuitamente exibição do documentário "The Happy Film"
>>> Inédito no Brasil, espetáculo canadense SIRI estreia em novembro no Oi Futuro
>>> Antonio Nóbrega apresenta show comemorativo pela passagem dos 25 anos do Instituto Brincante
>>> Visita Temática : Os Múltiplos Tempos da Coleção de Ema Klabin
>>> Chagall é tema de palestra na Casa Museu Ema Klabin
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> A poesia afiada de Thais Guimarães
>>> Manchester à beira-mar, um filme para se guardar
>>> Noel Rosa
>>> Sabemos pensar o diferente?
>>> Notas de leitura sobre Inácio, de Lúcio Cardoso
>>> O jornalismo cultural na era das mídias sociais
>>> Crítica/Cinema: entrevista com José Geraldo Couto
>>> O Wunderteam
>>> Fake news, passado e futuro
>>> Luz sob ossos e sucata: a poesia de Tarso de Melo
Colunistas
Últimos Posts
>>> Jeff Bezos é o mais rico
>>> Stayin' Alive 2017
>>> Mehmari e os 75 anos de Gil
>>> Cornell e o Alice Mudgarden
>>> Leve um Livro e Sarau Leve
>>> Pulga na praça
>>> No Metrópolis, da TV Cultura
>>> Fórum de revisores de textos
>>> Temporada 3 Leve um Livro
>>> Suplemento Literário 50 anos
Últimos Posts
>>> Olho d'água
>>> A música da corrida
>>> Retalhos da vida
>>> Limbo
>>> Transmutações invisíveis
>>> Quem te leu, quem te lê
>>> Bom dia e paz
>>> O que sei do tempo II
>>> Quem é quem?
>>> Academia
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Ah, essa falsa cultura...
>>> A literatura feminina de Adélia Prado
>>> Quanto custa rechear seu Currículo Lattes
>>> Santiago, de João Moreira Salles
>>> Juventude
>>> Repensar cursos de comunicação
>>> Um Paulo Francis ainda desconhecido
>>> A Voz do fogo
>>> Da relevância e do respeito musical
>>> Da relevância e do respeito musical
Mais Recentes
>>> A Magia do Números
>>> Os Mortos nos falam
>>> Manon Lescaut
>>> O modernismo brasileiro e a língua portuguesa - 1ª ed.
>>> Os crimes de olho de boi - 2ª ed.
>>> Inconfidência no Império - Goa de 1787 e Rio de Janeiro de 1794
>>> O mistério do leão rampante
>>> Bibliografia sobre a juventude -1ª ed.
>>> Filosofia: Iniciação à Investigação Filosófica - 1992
>>> Mariguella - O Guerrilheiro que Incendiou o Mundo
>>> Luís Carlos Prestes - Um Revolucionário Entre Dois Mundos
>>> Os Irmãos Karamabloch - Ascensão e Queda ...
>>> Josefa e sua Gente - Capa Dura e Sobre Capa Colorida
>>> Tostão: Lembranças, Opiniões, Reflexões sobre Futebol - 1ª Edição
>>> Estrela Solitária - Um Brasileiro Chamado Garrincha - 1ª Edição
>>> Vida e Arte - Memórias de Lélia Abramo - 1ª Edição
>>> A Regra do Jogo - O Jornalismo e a Ética do Marceneiro
>>> A Ortodoxia Judaica e Seus Descontentes - 1ª Edição
>>> Teria Deus morrido?
>>> A Barca do amantes
>>> Ponto de Impacto
>>> Psicologias - Uma Introdução ao Estudo de Psicologia
>>> Uma Burca por Amor
>>> A Natureza Emocional da Marca
>>> Boy Alone - A Brother's Memoir
>>> A Vida Sabe o que Faz
>>> Reencontro com a Alma
>>> Jamie buckingham ( Kathryn kuhlman Biografia )
>>> Eneagrama Esencial ( A Essência do Eneagrama)
>>> Terceirização uma alternativa de flexibilidade Empresarial
>>> Vencendo a Crise
>>> Crônicas recolhidas
>>> Obreiros da Vida Eterna
>>> Casa Para Todos
>>> Ação Comunitária em Marcha
>>> Povo e Governo Juntos
>>> Fala Favela
>>> O Leite das Crianças
>>> Mutirão Contra a Pobreza
>>> Orçamento Público Série Provas e Concursos
>>> Manual de Direito do Trabalho
>>> Direito Penal Parte Geral Arts 1º ao 120
>>> Teste de QI para Auto Avaliação
>>> Prodix Projeto de Divulgação de Xadrez
>>> La Confesión de La Iglesia
>>> Matemática Ciência e Aplicação 1 Ensino Médio
>>> Elementos Básicos de Lógica
>>> Estudos Sobre o Livro do Apocalipse
>>> Os Sete Degraus da Queda de Pedro
>>> Comentários a Las Epistolas Pastorales de San Pablo
BLOGS >>> Posts

Quinta-feira, 17/3/2016
Instituições em frangalhos
Felipe Pait

+ de 600 Acessos

Das palavras ultimamente pronunciadas pela sra. presidente da República, infere-se não ser o seu estado de espírito aquele que até há pouco sistematicamente definia a confiança que depositava em si e na sua gestão. O otimismo, de resto inconsistente, que transpirava de todas as suas atitudes, acabou por ceder lugar a uma inquietação crescente, na qual são evidentes os sinais de que admite s. exa. que as coisas venham a piorar - não porque elas se tenham em si mesmas deteriorado, mas em conseqüência dos erros praticados por s. exa. É que, com o correr do tempo e o contacto com a realidade, vai s. exa. percebendo que governar uma nação de mais de 200 milhões de habitantes e que acaba de dar, com a vitória de 2014 - que, embora s. exa. a considere como obra do Partido, se deve ao próprio esforço da coletividade -, uma demonstração viva de fé democrática, é coisa muito diferente do comando de uma guerrilha ou repartição. Ao assumir as funções de presidente da República, imaginou a sra. Dilma que para essa dificílima missão estava perfeitamente capacitada, tanto mais que na profissão que adotara havia galgado com facilidade toda a escala hierárquica, dando sempre provas de aptidão e de descortino. Ao deixar as tendências e diretórios para bruscamente se investir das responsabilidades de suprema mandatária do Estado Brasileiro - e isso nas condições que ela e seu antecessor estabeleceram, de comum acordo e prescindindo das advertências que lhes dirigiam cotidianamente os que haviam encanecido na vida pública - fê-lo s. exa. de ânimo leve, na convicção de que, no novo terreno que pisava, bastar-lhe-ia empregar a experiência adquirida na carreira partidária e devotar aquele mesmo respeito que sempre demonstrara pelos regulamentos disciplinares ao sistema legal que juntamente com o sr. sindicalista Lula da Silva tinha encomendado ao sr. José Dirceu e aos autores de seus complementos naturais, o financiamento estatal da Imprensa e as empresas estatais. No decorrer das primeiras etapas do seu governo tudo parecia sorrir-lhe, pois que, além de saber contar discricionariamente com a força dos preços da commodities, das militâncias e dos sindicatos, dava ainda por certa a passividade da Câmara e do Senado, ambos constituídos pelos dois conglomerados que ela, como o seu antecessor, acreditava representarem a substância popular. Já nessa altura, para aqueles que através dos tempos afinaram aquela sensibilidade sem a qual ninguém será capaz de perceber os sinais precursores dos grandes terremotos, se mantinha s. exa. acima dos acontecimentos, na ilusória suposição de que tudo ia pelo melhor e que, se algumas vozes se levantavam em dissonância, não correspondiam ao sentir das camadas profundas da nacionalidade. Pouco tempo durou, porém, a euforia presidencial. Umas após as outras, começaram a manifestar-se as contradições do artificialismo institucional que pela pressão das propinas foi o País obrigado a aceitar. A desordem passou a campear nos arraiais esportivos, ao mesmo tempo em que, ante o mal-estar geral, o povo revoltoso fazia sentir a sua presença até mesmo nas praças públicas. Dentro dos próprios limites do feudo aparentemente submisso à vontade do Palácio da Alvorada, não se passava dia sem que se manifestassem sintomas da insurreição latente. A base aliada aderia à rebeldia geral com tamanha evidência que o próprio PMDB sentiu que era chegado o momento da desforra. Resolveu então, com uma ousadia que a todos espantou, enfrentar o regime socialista em que vivemos desde 2002 ferindo na sua suscetibilidade o empresariado brasileiro. Já agora, a ordem que julgava s. exa. a sra. presidente da República dever a Nação às instituições que ela lhe impôs revela-se uma vã aparência, pois que, ao apelar para os que considerava correligionários seguros das acutiladas da oposição contra os seus companheiros de armas, se vê s. exa. totalmente desamparada. Sob o cansaço das humilhações sofridas, aquilo que s. exa. supunha ser a maioria parlamentar, lembra-se enfim de que pela própria Corrupção que passivamente aceitara lhe assistia o direito de afirmar as suas prerrogativas, como lhe assistia a autoridade moral suficiente para discutir as razões com que tanto as Classes Empresariais como o Executivo Nacional pretendiam ditar-lhe a pena a aplicar a um senador ladrão. É então que a ex-guerrilheira, habituada a não admitir que lhe discutam as ordens, se viu na pouco edificante posição de deixar de lado aqueles escrúpulos que o tinham levado a afirmar que jamais transgrediria um milímetro sequer as linhas da legislação que ela mesmo traçou para cometer uma série de desmandos contra a Lei e o regulamento interno do Congresso, tentando arrancar da Comissão de Justiça da Câmara, sob o protesto do seu digno presidente e o sentimento de nojo do País, a licença para isentar o autor dos crimes contra o Tesouro Nacional. Conforme o havia decidido, a sua vontade foi obedecida naquele Ministério, mas à custa da confiança que s. exa. depositava em si mesma e da excelência das instituições vigentes. E é diante desse quadro, todo ele feito de tonalidades sombrias, que nos achamos. Até aqui as coisas pareciam suscetíveis de uma recomposição. Apesar de tudo, a passividade do Congresso Nacional, aliada à disciplina partidária, poderia ainda fazer as vezes do apoio da opinião pública. Agora, porém, que são claros os sinais da desagregação irredutível da maioria parlamentar, como o comprova a estrondosa derrota sofrida ontem pelo governo, quando mais de 70 juízes deliberaram a favor da licença para processar os líderes do governo no congresso e nos partidos, pergunta-se: que é que poderá resultar de um estado de coisas que tanto se assemelha ao desmantelamento total do regime que a sra. presidente da República julgava fosse o mais conveniente àquele delicadíssimo e frágil arquipélago de grupos sociais a que se referia ainda ontem, cuja integridade, é s. exa. a primeira a reconhecê-lo, está por um fio?

Postado por Felipe Pait
Em 17/3/2016 às 08h40


Mais O Blog do Pait
Mais Digestivo Blogs
Ative seu Blog no Digestivo Cultural!

* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




LIDERANÇA ABERTA
CHARLENE LI
ÉVORA
(2011)
R$ 22,90



DIREITOS HUMANOS NO BRASIL 2009
VÁRIOS
FUNDAÇÃO HEINRICH BÖLL
(2009)
R$ 19,00



MESTRE NOZA - CAROLINA DUMARESQ
CAROLINA DUMARESQ
EDIÇÕES ~DEMÓCRITO ROCHA
(2002)
R$ 30,00



PAJUÇARA - OLIVEIROS LITRENTO (LITERATURA BRASILEIRA)
OLIVEIROS LITRENTO
AGIR
(1959)
R$ 4,50



PREVENÇÃO E PRIMEIROS SOCORROS
DR SANTIAGO ROSALES
GRUPO CULTURAL
(2008)
R$ 4,99



JESUS CRISTO NO EVANGELHO DE JOÃO
JACQUES GUILLET
PAULINAS
(2016)
R$ 47,60



QUE CRISTO TENHO EU? 1 E 2 TESSALONICENSES (2 VOLUMES)
DONG YU LAN
ARVORE DA VIDA
(2016)
R$ 13,80



COMÉDIAS - ARMANDO GONZAGA (TEATRO BRASILEIRO)
ARMANDO GONZAGA
TEIXEIRA
(1940)
R$ 40,00



NOVA GRAMÁTICA DA LÍNGUA PORTUGUESA PARA CONCURSOS
RODRIGO BEZERRA
MÉTODO
(2011)
R$ 45,00



UMA BUSCA INTERIOR EM PSICOLOGIA E RELIGIÃO
JAMES HILLMAN
PAULINAS
(1984)
R$ 19,90





busca | avançada
29275 visitas/dia
1,1 milhão/mês